27/01/2016

Resenha: Pólvora - Tico Santa Cruz

Título: Pólvora
Autor: Tico Santa Cruz
Editora: Belas-Letras
Ano: 2014
Páginas: 168
Sinopse: A novela policial originalmente publicada na internet com mais de 300 mil leitores.
Pólvora é o livro proibido do roqueiro Tico Santa Cruz, definido pelo próprio autor como uma narrativa "psicótica, suja e violenta". Inicialmente escrito em capítulos curtos para postar em seu blog, em poucas semanas virou fenômeno na rede. Uma leitura intensa e chocante sobre terror e caos, hipocrisia e preconceitos, política e serial killers. Mas, acima de tudo, sobre o lado mais sombrio de cada um de nós.








Pólvora é um livro frenético que tem ação do começo ao fim, sem te dar um minuto  de descanso. Narrado em primeira pessoa pelo personagem principal, um banqueiro que está cansado de sua vida pacata, vamos acompanha-lo em sua louca jornada ao lado de Lorena, uma enfermeira pela qual se apaixonou a duas semanas atrás e agora vivem juntos na estrada. 



O casal sai dirigindo por lugares em busca, talvez, de emoção, adrenalina, aventura... É fácil supor, difícil definir o que eles realmente buscam. O que se sabe, é que os dois entram numa viagem insana onde roubam e matam descaradamente. Lorena é o estopim para tudo na vida deste homem. Ela é desinibida, sabe o que quer e o que faz e ele a admira muito e sente-se extremamente apaixonado pela mulher, mesmo que se conheçam a pouco tempo e ela faça coisas absurdas. Os crimes que eles comentem lhes dá adrenalina e muito, muito tesão. 

Enquanto nos conta o percurso dos dois, o personagem ainda relembra momentos de sua infância e adolescência. Sua primeira vez, seu grupo de amigos, suas artimanhas. Todas as lembranças são bem colocadas a tem a ver com o momento em que ele vive, o que vale o devaneio. Numa certa altura da história, mais dois personagens se juntam na viagem: um amigo de infância dele e uma menina que conheceram num hotel. E nesse momento acho que vale a frase: dois é bom, três é demais. Um percurso tão insano e desenfreado assim não poderia acabar bem.

[...] Minha mãe já dizia que o problema do Brasil não é o futebol, não é o carnaval, não são os polítocos. O problema do Brasil é que ninguém lê. A televisão é o deus brasileiro. Minha mãe tinha certa razão. 

O livro é muito bem escrito, a narrativa do Tico é muito dinâmica, rápida, empolgante e somando isto ao fato do livro ser bem curto, li numa única tarde. A todo momento tem algum acontecimento, fica até difícil largar o livro. A história ainda trás claras críticas a política, religião, a impressa e ao ser humano, no seu eu mais profundo. E isso não foi nenhuma surpresa pra mim; quem conhece um pouco o Tico Sta Cruz, quem já viu um pouco do que ele posta em suas redes sociais sabe que o cara não tem papas na língua e opina sobre vários assuntos. Surpresa seria se seu livro não tivesse nenhuma crítica rs Mas são todas bem fundamentadas e concordei com tudo, principalmente com as críticas à mídia, por ser tão oportunista e moldar os fatos como quiser. 

Mas, ainda senti a falta de um porquê em tudo, de um motivo pra essa violência gratuita. Ok, ele era um cara cansado de sua vida tediosa mas, isso é motivo suficiente para sair cometendo crimes por aí? Ou ele é uma pessoa "perturbada"? Percebe-se que o autor quis mostrar um lado mais sombrio do ser humano, e ao saber o passado de cada um dos personagens, podemos ver que aconteceram coisas ruins que mexeram com eles, mas por que eram "normais" até então? O que posso deduzir é que o autor quis passar a ideia de que todos nós temos um lado obscuro que só precisa de um gatilho para se mostrar. Mas essas são as conclusões as quais eu cheguei, ainda sinto falta daquela explicação.
E detestei o final completamente. Fui surpreendida com o desfecho sim, não esperava por aquilo mas, não consegui gostar, foi um final muito abrupto.



Quanto a edição do livro, a capa é muito bonita e há belas ilustrações em cada capítulo, como as que eu coloquei acima. A folha é boa mas em compensação as letras estão pequenas, o que cansa um pouco a leitura. Não encontrei nenhum erro e a editora foi muito caprichosa. 

Recomendo o livro para quem gosta de uma leitura eletrizante e diferente.

14 comentários:

  1. que livro doido kkkk,
    tenho nem coragem de ler da medo.
    Tem post novo lá no blog,
    te espero lá.
    bjos.
    http://lolitamakeuplm.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá, Nath.
    Dei a mesma nota que você ao livro. A premissa é boa, a diagramação é ótima, mas faltou um algo mais; tanto um motivo para tudo quanto um final melhor. De toda forma, continua sendo uma boa leitura.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de janeiro. Serão dois vencedores!

    ResponderExcluir
  3. As ilustrações parecem ótimas, mas não darei uma chance para esse livro. Parece ser muito louco haha

    Amei a resenha.

    Bjs,
    Surtando com palavras

    ResponderExcluir
  4. Nhaiiiiiiiiiii!!
    Amore pensei logo se era o Tico que eu imaginava o autor e caramba era ele mesmo haha.
    Então amiga acredito que tenha sido a intenção dele deixar o porque aberto sabe? Para o leitor refletir e se debater com toda a loucura dos personagens que são apenas humanos como qualquer um né? Sei disso pois um autor já fez eu me sentir igual e tenha certeza você nunca vai ficar satisfeita e se preferir faça como eu e entre em contato com o autor e talvez ele te responda, não necessariamente o que você quer ouvir.
    Eu não leria o livro, não sou muito bom com livros com muita realidade, eu leio para fugir da realidade então não vou ler esse.
    Desculpe mas essa capa parece muito com a de Psicose da Darkside!

    Xo
    Alisson
    Re.View

    ResponderExcluir
  5. Oi, Nathália, tudo bem?
    Histórias que vão mais a fundo sobre o ser humano, toda a sua imagem de erros e acertos, qualidades e defeitos, são sempre boas abordagens para fugir da monotonia, do clichê talvez, mas em níveis como Pólvora realmente não é muito o meu estilo de leitura. Bom saber que o autor fundamenta suas críticas e segue com o enredo de forma dinâmica, mas toda a questão dos crimes, sangue e violência envolvidos não me atraem mesmo. Para quem gosta, ainda assim, deve ser mesmo uma ótima leitura, principalmente com um número de páginas mais brando - ainda que com as letras menores. Parabéns pela resenha!
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional ♥

    ResponderExcluir
  6. Olá,a eu vi a divulgação desse livro na fanpage da editora e não me interessei por ele, nem procurei ler a sinopse. Agora, lendo a sua resenha, percebo que realmente o livro não é pra mim, não gostei da premissa dele e pelas suas impressões sobre a obra eu acho que ele não me agradaria mesmo.

    ResponderExcluir
  7. Oi Nathalia.

    Adorei sua resenha! Já coloquei o livro na minha lista de desejados e quero adquirir ele logo. Fiquei surpreendida porque não imaginava que o livro tinha uma história tão envolvente. Dica super anotada.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Nath!

    Eu quero muito ler este livro. Li Tesão e gostei, só que não tive a oportunidade de ler nenhum livro dele depois....:/

    Adorei sua resenha e as fotos do livro!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  9. Oi xará linda!
    Eu já tive curiosidade nos livros do Tico, mas sempre tive um pouco de receio por conta dessa agressividade presente na história.
    Acho que talvez desse uma chance, por ser algo bem diferente do que costumo ler, e por você ter gostado no geral.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Nathalia!
    Li esse livro assim que foi lançado e fiquei chocada com a história. Tico tem, realmente uma escrita boa e as críticas que ele fez no livro foram muito bem pontuadas. Não esperaria nada diferente vindo dele.
    Realmente, os personagens agem com uma violência tão grande, e em grande parte,desnecessária. Tiveram algumas cenas que me deixaram enojada. Mas acho que ele quis mostrar que até pessoas aparentemente "normais" tem seu lado negro bem guardados esperando só um clique para despertar. Tenso!
    Uma coisa que me chamou super atenção foi que o personagem principal não tem nome. Desde quando comecei a leitura que fiquei procurando e, quando terminei fiz uma busca pq achava que tinha deixado o nome passar despercebido.
    Beijos
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
  11. Eu gosto bastante de tramas mais fortes assim, quando eu li me surpreendi também com isto de o personagem ter esse lado obscuro do nada. Qual o motivo? Mas, acho que o autor só quis mostrar suas críticas sobre política e religião mesmo. Eu leio alguns textos do Tico, e acho ele um cara muito inteligente, amei a leitura da obra e quero muito ler outros livros do autor.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  12. Esse é o tipo de livro que você fala: esse sim traz a personalidade do próprio autor.
    Não sabia que ele tinha lançado um livro, fique surpresa na verdade, mas surpresa ainda ao ver que ele não deixou de se expressar no livro.
    Não é um tipo de livro que eu leria, mas pela resenha vi que, se fizer uma versão cinematografica, aí sim a coisa ia ficar top!!!!


    Nathália Bastos// Biblioteca Lecture

    ResponderExcluir
  13. Oi, Nathi. Sabe que quando você comentou sobre esse livro no grupo eu lembrei do filme Natural Born Killer, onde também existe um casal que sai por aí matando e etc, e o filme acaba tendo umas criticas politicas e principalmente a mídia. Não sei se o filme foi uma inspiração para o Tico, mas ao que parece o filme é melhor que o livro auohauhauehoei
    De qualquer forma, apesar do que você comentou sendo negativo eu acabei ficando um pouco curiosa com a leitura, principalmente pelas criticas estarem centradas ao nosso modo de vida (Brasil). Beijos
    SIL ~ Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  14. Eu tenho vontade de ler os livros do Tico, mas da para perceber que os livros são mei locos né?
    http://odiariodoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, volte sempre! :)