10/02/2016

Ninguém te perguntou: Ser culta ou não ser? Eis a questão. (com Ana Paula)


Oi gente! E o Ninguém te Perguntou não para! Hoje temos a opinião da Ana Paula do blog Livros de Elite e não só a opinião como uma história onde eu, deveras, rachei o bico o tempo todo UAHSUAHS. Confiram.

"Quando a Nath me convidou para escrever algo nessa coluna, não consegui imaginar nada que fosse tão legal a ponto de dizer o que penso. Não, não sou o tipo de pessoa que faz colunas enormes sobre o que acho ou não acho, gosto do cara a cara sabe? Acho que isso nos deixa mais humanos e causa menos dores nos dedos... só se sair em briga, mas aí são outros quinhentos! rsrsrsrrs
Então, até hoje (28/01), eu não havia pensado em nada, até que me lembrei de um episódio que aconteceu comigo algum tempo atrás... Sem citar nomes (mas se o dito cujo ler isso, vai saber que foi ele), vou contar o ocorrido:

Estava eu e meu marido no Tenda Atacado fazendo compras, quando encontramos um "conhecido" que me perguntou sobre minha timeline no face. Perguntou se eu lia tudo que eu postava e depois da minha costumeira resposta (sempre dou logo uma pra deixar a pessoa ciente que da minha vida cuido eu) - "Se não está feliz com o que eu posto, pode desfazer amizade. Não me incomodo nem um pouco!" - ele resolveu dizer que eu só lia livros de fantasia e que não aguentaria ler algo mais clássico. Claro que minha resposta foi meio assustada, porque neh? Como assim "eu não aguentaria?" Por acaso algum clássico causa dor? Ele respondeu que "a escrita é muito rebuscada para a geração de hoje, que é uma leitura difícil, deveras, cansativa". JURO que ele falou "deveras"!!!!!!
Enfim, nem vou escrever aqui o que disse a ele, pois meu marido quase me tirou de lá pelos cabelos... mas voltando ao foco do texto: O que faz uma pessoa ser culta? O livro que ela lê? Os filmes que ela assiste? A vida que ela leva?




Olha, sinceramente, pra mim, ser culta é saber respeitar a opinião dos outros. Ser educado e ler o que gosta. Não importa o que - somente ler já é um grande começo.
Não, não leio mesmo grandes clássicos, mas tenho vontade de ler alguns que estão na minha estante, especialmente os nacionais. Já li muitos livros por obrigação quando estava na escola e uma leitura prazerosa se deve a VOCÊ QUERER LER AQUELE LIVRO. Não quero desfazer dos grandes clássicos, mas gente, mesmo sendo um livro atual, tem uns que olha.... só Jesus pra dar forças, a leitura trava e não flui. Não importa se é clássico ou não, o livro tem que te conquistar e fazer você desejar lê-lo.

Gosto de pensar que o que aconteceu comigo foi um erro sem intenção do "conhecido", mas hoje me peguei pensando: "Será que alguém já passou por isso?" Ainda encontro o dito cujo, mas não toco mais em assuntos literários com ele, prefiro me abster do que dar logo um murro na cara do safado. Acho que quando encontramos alguém que tem o mesmo gosto pela leitura, devemos ficar feliz, pois o Brasil não é conhecido por sua grande maioria de leitores. Então, menosprezar o que o outro lê, é falta de educação e eu peço a vocês, não aceitem que ninguém faça isso com vocês. Rodem a baiana, mandem para o inferno fazer companhia para o tio Lu, mas não deixem.

Bem galera, vou parar por aqui, senão fico a vida toda. Obrigada a Nath pelo convite e espero que vocês tenham gostado. E "conhecido" vai cuidar da sua vida ta? Eu leio o que eu quiser! u.u
Bjo^^



UAHSUAHSUAUSUHA fazer companhia pro tio Lu AUHSUAHSU essa Ana me mata! 

Gente, quando eu tava no ensino médio minha professora de português falou que "era bom ler best-seller, mas que eles não agregavam porcaria nenhuma, só os clássicos aumentavam a cultura", não exatamente com essas palavras mas com o mesmo sentido. De verdade? Eu já li alguns clássicos, foram poucos, e mais poucos ainda foram os que eu gostei realmente. Eu prefiro sim ler um best-seller, ler um romance bobo, ou uma fantasia além da imaginação. Como diz meu amigo Alisson, eu leio livros pra fugir da realidade e não pra ficar mais deprimido por ela, então é claro que eu vou preferir minhas histórias fantasiosas e tal e é raro um clássico trazer isso, pelo menos os nacionais.
Fora as frases que temos que ler umas 3 vezes pra garantir que entendeu, mais o dicionário do lado pra aquelas palavras que você nunca viu na vida. 

Eu repudio os clássicos? Não, mas eles não são minha preferência. Isso me torna menos inteligente, menos culta ou menos digna de ser chamada de leitora? NÃAAAAO! Tudo é cultura, todo livro agrega alguma coisa na sua vida, nem que agregue um simples sorriso no rosto só, já ta te proporcionando alguma coisa.
As pessoas tem que parar com essa ideia fixa de livro só compensa se for clássico. Eu leio taaaaantos livros maravilhosos por aí. Toda leitura é válida!

E é isso gente. Beijo!



33 comentários:

  1. Meninas, já passei por isso muitas vezes, tanto como leitora como escritora. As pessoas nos diminuem por sermos escritores contemporâneos. É triste. Não tive a coragem da Ana de responder a altura, só chorei depois kkkkk. Hoje em dia eu acho que responderia, ando mais ousada, ou não ne?
    Parabéns pela coluna Ana! Você deveria escrever mais vezes a sua opinião!

    Beijocas, Mari

    ResponderExcluir
  2. Oi Nath!

    kkkkkkkkkkkkkkkkkk Essa imagem aí em cima acabou comigo! To chorando de rir! kkkkk

    Bem, é isso mesmo! Acho que já falei demais, mas gosto de ler o que eu quer, apesar de ultimamente, eu ter preterido as editoras parceiras! kkkkk

    Essa do tio Lu eu pensei em Sobrenatural ta gente, peloamordeDeus, não levem tão a fundo! kkkkk

    Obrigada por me convidar flor! Adorei fazer parte da coluna! Compartilhandoooo!!!! *o* rsrsrsrrs

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  3. Nossaaa Ana... me identifiquei muitooo com suas palavras... já sofri algo parecido... mas comigo foi mais parecido com o da Naty.... foi uma professora que me criticou pq eu estava lendo Paulo Coelho... e tb disse q não adiantava eu ler best seller, se não lia clássico nenhum... eu tb soltei o verbo, mas com educação... kkkkk... mas falei tipo assim: foi um best seller q fez eu gostar de leitura, não um clássico (desculpem os clássicos), mas é verdade... eu lia clássicos por obrigação para o vestibular e por isso odiava leitura.. até q um best seller entrou na minha vida, ameiiii, não parei mais; inclusive comecei a ler os clássicos depois disso... hahaha... e foi isso q falei a ela, o Brasil já tem fama de não ter muitos leitores.. ai ainda são criticados quem ler... q absurdo... tb acho q toda a leitura é válida... pois abre caminho para outras leituras... como aconteceu comigo....

    Belas terapias

    ResponderExcluir
  4. Felizmente não tive essa experiência, mas sei o quanto é chato isso. Ler clássicos não faz ninguém mais culto que outro, não sei qual a neura de gente com esse pensamento, mas creio que foi a própria educação, afinal tem professor que realmente só vê valor nos clássicos e isto influência o jovem aluno. Tive Boas professoras que me mostram o valor de ambos, clássicos ou não, elas incentivavam a literatura em si e não por uma classificação de gênero ou cultural, cresci gostando de ambos e as agradeço por isso. Acho que antes de apontar o dedo, a pessoa devia olhar para o próprio humbigo, afinal, será que o dito cujo está mesmo lendo seus clássicos ou só quer dar uma de chato?

    ResponderExcluir
  5. Concordo com você, quando escreveu " ser culta é saber respeitar a opinião dos outros". Eu cresci na casa da minha avó e com vários clássicos da literatura nacional e ela nunca forçou a ler eles. Na adolescência, li alguns, mas não me sinto uma pessoa culta por isso. Acho que as pessoas tem que ler o que sente vontade.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá, Ana. Olá, Nath.
    Eu leio muitos clássicos e leio muitos livros da chamada literatura contemporânea. Uma coisa é certa: nenhum dos livros deixa ninguém culto. A única diferença é que, em geral, os livros clássicos possuem uma estrutura textual mais árida e um aprofundamento maior; porém, nem isso é sempre verdade. Há livros contemporâneos que provam ser profundos e inteligentes, como Laranja Mecânica, Neuromancer, O livro dos Negros e outros.
    Ser culto, como a Ana bem disse, é saber extrair o melhor de cada leitura, de cada estudo e saber usar isso para o bem comum, começando por ser alguém que respeita os gostos alheios.
    Gostei da postagem e do desabafo.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de fevereiro. Serão dois vencedores!

    ResponderExcluir
  7. Menina , você arrasou. Muitas pessoas me criticam por que o meu gosto literário e mais voltado para o Romance do clichê até o erótico, acho que as pessoas tem que olhar para elas mesmo antes de julgar o gosto de alguém , afinal gosto é gosto, é não é só por que gostamos de algo que vai interferir no que algumas pessoas pensam , e muito bem colocado " ser culta é saber respeitar a opinião dos outros"
    Parabéns ♥

    ResponderExcluir
  8. Oiiii!!!Tudo bem? Espero que sim.
    Já tive uma professora que meio que foi obrigada, ela não queria, mas como foi ordem da diretoria...ela adorava deixar cada aluno escolher o livro que iria ler para fazer os trabalhos literários, a dar para gente ler dois livros clássicos. Poucas pessoas leram e as poucas que lerão não se sentiram tão confortáveis. Dos dois eu gostei apenas de um deles. Acho que ser culto não está no numero de livros clássicos que um leitor leu. Acredito que uma pessoa deve ler por prazer e não por obrigação. Me identifiquei muito com suas palavras e com a da Ana também. E devo dizer que também rodaria a baiana e mandaria o sujeito com um passagem só de ida pra o quintos de Hades. Amei a postagem! Parabéns!!!
    Um grande a braço. Bjos e até a próxima.
    >>Dhessy

    ResponderExcluir
  9. Oi Nath! Oi Ana!
    Já passei por algumas situações "parecidas" pelo fato de gostar de ler. Muita gente se acha no direito de tomar parte da vida literária alheia, querendo ditar o que se deve ou não ler. Sou fã de romances de banca e tenho sempre um na bolsa pro caso de terminar a leitura do livro atual e não ter nada pra ler quando estiver no buzu. Pois bem, uma fulana, que não tem prato sujo na pia pra lavar, veio me dar uma aula sobre bons livros. Falou que romances de banca são lixo, que aquelas autoras são tão ruins que só conseguiram lançar seus livros nesse formato e, já que eu gostava tanto de ler romances, que buscasse autoras como Nora Roberts que era maravilhosa. Só que a linda esqueceu que os livros da Nora foram lançados em formato de livros de banca (e, claro, fiz questão de esfregar na cara dela isso). Já teve também quem me mandasse ler mais clássicos e menos "baboseiras" e todos foram colocados em seu devido lugar.
    Assim como vcs, acredito que toda leitura é válida. Espero que um dia as pessoas aprendam a respeitar a opinião dos outros e viver suas vidas sem se intrometer na dos demais.
    Adorei o post!
    Beijos
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
  10. Menina, está mais do que certa. Também não gosto dessas coisas e sou como você, não fico calada não, respondo mesmo e se não gostou, fazer oque, paciência. Ah, o povo enche o saco por causa de cada baboseira que quando o assunto é sério ninguém dá crédito. Enfim, gostei do post e também acho que cada um faz o que quer dar vida e isso inclui ler o que quiser, seja contemporâneo, clássico, nacional, estrangeiro e o que mais for.

    ResponderExcluir
  11. Oii!

    Sua última frase resumiu tudo! Primeiro, eu ri bastante com o relato, aqui no meu trabalho as pessoas também tendem a não acreditar que eu leio bastante e olha que eu nem estou tão "viciada" como antes. Acredito que boas leituras não se fazem por serem classicos ou não, se fazem por agregar algo em nossa vida, quando uma mensagem de um livro nos encomoda é que ele conseguiu o objetivo, ou apenas nos divertir.
    As pessoas tem uma mania muito grande de julgar. Seja por ler demais e não ser classico, ou ler demais os classicos ou não ler nada. Nunca vamos agradar. Por isso acredito que sua ultima frase foi um grande resulmão.
    Não conhecia essa coluna e já amei!

    Beijinhos :D

    ResponderExcluir
  12. Esse é uma fato...
    Já fui menosprezada por uma escritora Nacional, por que ela me perguntou que gênero literário eu gosto responde que de tudo um pouco, só não ménage e star Ward, mais que prefiro a literatura estrangeira.

    Ok, ela caiu em cima de mim, como se eu tivesse a ofendido, não sou obrigada a ler obras nacionais, já li livros brasileiros maravilhosos, mas também já li livros em inglês muito bons, você não pode ser obrigado a gostar e ler algo que não estar interessada.

    Fiquei quieta por que entende que também estava errada, mas para um pessoa de sucesso e tão culta como ela se acha, ela foi pior que um cavalo.

    Ninguém é melhor que ninguém, quem pisa hoje, ainda pode ser pisado.

    ResponderExcluir
  13. Ana passei por esse tipo de preconceito na universidade, algumas vezes por conta dos próprios professores que julgavam a ficção contemporânea uma perda de tempo, uma alienação, e sempre fiquei indignada. Porém, até hoje digo que se não fosse a literatura que leio, os famigerados romances, fantasias e aventuras que estão na minha estante hoje eu não escreveria tão be quanto escrevo e meu vocabulário não seri tão extensos, e minhas ideias com certeza seriam menos interessantes.
    Concordo com você quando diz que o essencial para se gostar de uma história e se envolver com ela é ter vontade de lê-la e não uma obrigação.
    Nath, assim como você e o Alisson a literatura é como uma forma de escape para mim, e sim, também não desprezo os clássicos, só não é algo ao qual estou acostumada a ler sempre. E sobre a linguagem "deveras" rebuscada, não acho que seja uma dor de cabeça :)

    ResponderExcluir
  14. Oi meninas!!

    Eu acho que em um país que nem o Brasil, que poucas pessoas de fato leem, ninguém deveria julgar alguém pelo que ela gosta de lê, o importante é ler e pronto. Eu gostar de um clássico, ou um best-seller, fantasia, ou livro erótico, não faz de mim menos do que ninguém. Acho terrível essas discussões de que um determinado tipo de livro é melhor que o outro, e pior que tem gente que ainda cisma em achar que ler determinado livro te faz ser mais culto.

    Eu já passei por algumas situações assim como a da Ana, e sinceramente, quando a pessoa começa a falar, já nem dou mais atenção. Eu gosto de alguns clássicos sim, mas gosto muito mais de livros contemporâneos, os mais "modinhas" mesmo. E como o Alisson disse, eu leio livros que me façam fugir da realidade, se quisesse ficar deprimida eu abria um jornal e lia todos os males da nossa sociedade.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima || Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  15. Bom, eu ainda bem não passei por nem uma situação parecida, tenho amigos que gostam de ler e agradeço por isso, e nunca ninguém veio me falar nada de indelicado a ver com livros, mas acredito que responderia como você, se algo assim acontecesse comigo, pois sou muito sincera, e acredito que ser um leitor é ler livros independentemente se são clássicos ou livros atuais de fantasia ou outro gênero.

    ResponderExcluir
  16. Oi meninas, nossa fiquei passada com o que aconteceu com vocês, mas as pessoas julgam mesmo pelos livros filme e musicas que agente lê, assiste e escuta, não deveriam mas julgam, eu ignoro completamente essa pessoas são pessoas infelizes isso sim, e vocês arrasaram nas resposta amei amei hahaha bjs.

    ResponderExcluir
  17. Olá,
    Gostei bastante do seu post e achei bem diferente. Já passei por uma situação parecida com a da Ana, porém foi na sala de aula e toda a minha turma foi a favor. Vou explicar o que aconteceu. Depois de lermos um texto que falava sobre a leitura na atualidade, minha professora fez algumas perguntas e não me lembro direito qual ela fez, mas a primeira resposta foi dizer que os livros que são vendidos atualmente são meros PRODUTOS, com o único objetivo de VENDER. Logo de início me assustei e fiquei quente de raiva por estar ouvindo aquilo. Logo depois vinheram mais comentários e cada um pior, dizendo que nossa literatura atual não serve para nada, que apenas clássicos são bons livros, que os livros atuais servem apenas para vender, ou seja, um escritor passa boa parte da sua vida escrevendo um livro apenas com o objetivo de ganhar dinheiro e não de publicar uma coisa que é sonho dele. Eu fiquei tão sem ação, ouvindo cada um daqueles comentários que não consegui dizer uma palavra sobre. Me arrependo profundamente de não ter me pronunciado, mas sinceramente me decepcionei com cada um deles e me senti atingida com aqueles comentários que na minha opinião são ofensivos. Um conselho: NÃO DEIXEM QUE NINGUÉM DIGA QUE A LITERATURA ATUAL NÃO SERVE PARA NADA, QUE É APENAS UM PRODUTO. Sinto angustia toda vez que lembro disso.
    Um beijo,
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir
  18. Oi, Nath e Ana, tudo bem com vocês?
    Gente, que lindeza de post é essa? *----* Verdade total, nem todo livro reage do mesmo jeito para todo leitor, e cada um tem seu estilo próprio. Eu mesma, por mais romântica que seja, sou mais leitora dos YAs e infanto-juvenis da vida, mas também dou uma boa variada com dramas, fantasias e quem sabe um New Adult ou Chick-lit de vez em quando também. E é realmente um fato de que quando lemos algo por querer, pela mais pura vontade, a leitura flui bem mais, não importa se clássico ou atual. Felizmente (?), não tive quase nenhuma pressão no colégio para ler nenhum livro em específico, mas no segundo ano do ensino médio a professora incentivou a turma a ler Machado de Assis, e por entre as duas tentativas, Dom Casmurro e o Alienista, não consegui me envolver com nenhuma e desisti, mas tenho vontade de ler Jane Austen, que também é um clássico. Enfim, sem padrões, não é mesmo? O que importa mesmo é ler <3
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional ♥

    ResponderExcluir
  19. Oi meninas, tudo bem?
    Eu adorei o post, vejo tanto preconceito literário
    nas redes sociais, tudo é motivo para intolerância não é mesmo?
    Com tanto desinteresse e empecilhos para a leitura hoje em dia, as pessoas
    deveriam ficar felizes simplesmente porque o outro está lendo,
    independente do que seja...
    O importante é ler!

    Beijos!
    Ana | Blog Entre Páginas
    www.entrepaginas.com.br

    ResponderExcluir
  20. Muito bom o desabafo.
    Acho que todo leitor passa um pouco por isso. Infelizmente, existe muito preconceito literário, algumas pessoas não entendem que toda leitura enriquece, seja no vocabulário, conhecimento ou sentimentos. Cada um é livre pra preferir determinado gênero em vez de outro e ler o que quiser e gostar. Não leio muitos clássicos nacionais, mas já li na época da escola, não é um gênero que gosto tanto, mas respeito muito.
    Mais uma vez, parabéns pela postagem!

    ResponderExcluir
  21. Meu Deus! Acho que se fosse eu no lugar da Ana teria destratado a pessoa na hora, sendo mal educada mesmo. Pior que aposto que o talzinho nem deve ler quatro livros por ano. E sobre a sua professora, Nathi... PQP, da até vergonha de ter que admitir que temos professores assim no Brasil.
    Eu tive sorte pois tive uma professora que lia váaarias best-sellers e sempre deu maior apoio para quem curtia ler na turma.
    O relato foi engraçado, mas também da uma revolta.
    Beijos
    Sil - Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  22. Nunca passei por isso, e acho que se eu passasse mandaria longe, viu. Clássico só é visto como algo "cult" porque é antigo e com linguagem rebuscada. O livro moderno de hoje vai ser o clássico de amanhã, e vai ser tudo a mesma bosta. Não desprezo os clássicos como você, já li maravilhas histórias, mas também consigo isso com livros atuais. Como você disse, qualquer leitura é válida. Menos os livros de youtubers. Brincadeira! Nunca li nenhum, nem tenho preconceito. Se eu não gosto? Não leio. Tão simples, melhor do que ficar fazendo mimimi.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não desprezo os clássicos assim como você, já li histórias maravilhosas*

      Excluir
  23. Amei, leio apenas livros contemporâneos, não gosto de alguns livros nacionais e nem de muitos classicos, leio o que gosto, continua sendo bom

    ResponderExcluir
  24. Também não sou de ler livros clássicos e amo a literatura nacional, mas acho que a pessoas lê o que quer, o que gosta, por vontade própria. Tem alguns livros que não são clássicos e enriquecem sim!

    ResponderExcluir
  25. Hahahaha! Rodem a baiana, mandem pro inferno pra fazer companhia pro tio Lu kkkkkkkkk
    Acho ridículo isso sabe, eu tenho pessoas que falam isso, e vou falar quem é porque sou dessas kkkkk
    Minha cunhada é advogada e fala que ficar lendo fantasia e romance é coisa de gente atoa e que não acrescenta nada, tem que ler é jornal e livro acadêmico pra ficar mais inteligente '-'
    Como disse, já é muito difícil de se encontrar alguém que leia no Brasil, as pessoas deveriam ficar felizes e compartillhar as leituras, e não se achar melhor leitor que o outro :(

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  26. Hahahaha! Rodem a baiana, mandem pro inferno pra fazer companhia pro tio Lu kkkkkkkkk
    Acho ridículo isso sabe, eu tenho pessoas que falam isso, e vou falar quem é porque sou dessas kkkkk
    Minha cunhada é advogada e fala que ficar lendo fantasia e romance é coisa de gente atoa e que não acrescenta nada, tem que ler é jornal e livro acadêmico pra ficar mais inteligente '-'
    Como disse, já é muito difícil de se encontrar alguém que leia no Brasil, as pessoas deveriam ficar felizes e compartillhar as leituras, e não se achar melhor leitor que o outro :(

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  27. Que estupidez dessa pessoa! Coisa desnecessária e ridícula >:( Sua resposta deve ter sido muito merecida e bem dada, parabéns por fazer essa postagem informativa e divertida e expor seu caso, super tem compreendemos! As pessoas nos julgam muito pelo que lemos ou assistimos, enfim, só acho que lemos e assistimos o que temos de vontade e o que achamos bom, seja mais atual ou clássico. Que essa situação que você passou seja esquecida e esse homem aprenda a respeitar os outros. Abraços :))

    ResponderExcluir
  28. PEGA FOGO MEU POVO!! lol
    Serio a cada vez que eu leio essa coluna passo adora mais, o povo adora olhar para umbigo alheio, mas nao olha para o proximo.
    Ps: Só acho que deveria ter mais ft. nessa coluna, os bafoes aumentam!

    ResponderExcluir
  29. Oi!

    Eu acho que qualquer tipo de leitura de acrescenta alguma coisa (no mínimo vocabulário hahaha), mas ao mesmo tempo não vou ser hipócrita e dizer que eu não julgo uma pessoa pelo que ela lê hahaha
    Tipo aquela pessoas que diz que só lê clássicos e etc eu já penso que é uma pseudo-cult, ou coisas do genero hahaha
    A maioria dos meus livros favoritos de literatura nacional são clássicos, mas isso não faz de mim cult, nem eu saio esfregando isso na cara de ninguém. Tipo, bitch, please.

    ResponderExcluir
  30. Estou AMANDO essa coluna!!
    Acho que essa última frase sua diz tudo: "Toda leitura é válida!" E PONTO!!!
    Até porque se tu ler um clássico, isso não vai te deixar mais culta, minha opinião.
    Acho que é como você falou, cada leitura nos agrega algo, em cada livro escolhemos o que vamos levar pra vida, e se o livro for um clássico ou não, isso não vai interferir em nada como vermos as coisas! Devemos e temos que ler o que nos agrada e ponto, sendo clássico ou não!!!

    ResponderExcluir
  31. Essa ideia é praticamente um dogma na nossa cultura, e infelizmente é difícil desmistificar isso na cabeça das pessoas. É importante ler clássicos? É claro que é, eles são o retrato de uma cultura, de uma época e de pessoas e personalidade específicas, e sempre tem algo a nos ensinar. Mas também é muito importante e essencial acompanhar a dinamização que a literatura tem tido hoje em dia, principalmente para agregar mais leitores a esse universo. Para mim, da área de literatura na educação, esse assunto é totalmente delicado, e estritamente trabalhado. Tu não chega em um aluno com Dom Casmurro, tu leva Dom Casmurro até ele fazendo-o, antes de tudo, se apaixonar pela leitura, e isso só se consegue através dos best-sellers, sem dúvida.

    ResponderExcluir
  32. Oi!
    Já aconteceu de minha amiga estar lendo um livro chick lit e chegar um estranho falando que ela deveria estar lendo era um clássico e acho que você pode não concorda com aqui que o outro ler mas você deve respeitar não e porque não é um clássico com palavras rebuscada que o livro não vai agrega valor ou você não vai tirar algo que pode servi para algum momento da vida !!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, volte sempre! :)