04/03/2016

Resenha: O Caminho Certo - Ana Martines

Título: O Caminho Certo
Caminhos, vol. 1
Autor: Ana Martines
Editora: Angel
Ano: 2015
Páginas: 360
Sinopse: Até onde a morte poderia mudar a vida de uma pessoa? 
Paloma sempre teve tudo o que quis na vida, até ver seu mundo se desmoronar com o suicídio de sua mãe. Em sua longa busca pela superação, ela conhece Ricardo; um rapaz intenso e pronto para virar sua vida de cabeça para baixo. Entretanto, ambos carregam cicatrizes do passado. Ricardo não quer entregar seu coração novamente, enquanto Paloma precisa se reencontrar. Qual seria o caminho certo? 
Um grande amor seria capaz de curar um coração partido?


Paloma é uma menina extremamente rica e popular na faculdade. Ela tem tudo o que o dinheiro pode comprar e acha que isso é ter tudo na vida, mas, no dia de seu aniversário de 18 anos sua vida muda completamente. Sua mãe, a única pessoa que ela tinha certeza que realmente a amava, está morta e Paloma não sabe o que fazer.

Desamparada, Paloma encontra algum consolo e amizade em Miguel, um menino alto, magro e esperto que conheceu na faculdade. Junto com ele vem ser irmão, Ricardo, lindo, forte e idiota. 
Paloma não quer mais ficar na sua casa com o pai controlador e frio que tem, depois de um período conturbado de luto, ela quer mudar de vida e para isso, contará com a ajuda dos irmãos e de um diário que sua mãe lhe deixou.
Com altos e baixos, erros e acertos, Paloma vai se esforçar - e muitas vezes se ver perdida - para conseguir mudar e no processo, encontrará um amor arrebatador.

O Caminho Certo é o livro de estreia da autora Ana Martines e chegou até mim através de nossa parceria. Ao ler a história, é notável que a Ana tem talento e está no caminho certo.
A história é narrada em primeira pessoa por Paloma e Ricardo, com capítulos alternados entre eles, o que me agrada muito. Normalmente prefiro a narração em terceira pessoa, mas quando é em primeira, prefiro que haja uma alternância entre os pontos de vistas. Acho que isso ajuda muito a entender os dois lados da história.

A história de Paloma pode ser considerada um clichê - a menina rica que muda de vida depois de um baque e se apaixona por um cara pobre. Mas, se eu resumisse a história só nessa frase, eu estaria diminuindo-a, ignorando fatos importantes para a trama. 
Além do romance conturbado, o livro nos traz o tema suicídio e relações familiares, e sobre família tenho que destacar que Ana tem um talento considerável para criar pais odiáveis. O pai de Paloma é um homem frio, que se preocupa só com sua imagem e ainda é um monstro. Se fosse eu no lugar da menina, também iria querer me ver longe dele. Já sua mãe é uma pessoa amável e com grande sabedoria, mas que infelizmente, para mim foi uma personagem muito fraca. Não por sua decisão de tirar a vida, mas o conjunto todo. 
A dor sempre estará presente, ela agora faz parte de você. Mas, quando menos esperar, ela será superada pela felicidade.

Também tive problemas para simpatizar com os personagens principais. Paloma me pareceu muito fútil até mesmo depois que iniciou sua mudança de vida e melhorou seu jeito. Ela teve sim uma mudança considerável, passou a ver o mundo ao seu redor com outros olhos e melhorou muito, mas ainda assim o anjo não bateu. Ricardo para mim, teve uma evolução só no quesito amor, o que melhorou muito. Com ele tive o mesmo problema para simpatizar, achei que alguns de seus conflitos foram poucos trabalhados. Já Miguel gostei logo de cara. Um menino tão novo e tão sábio, vê o mundo de uma maneira tão bela mesmo depois de tudo que já passou, é impossível não gostar dele. Fernando, o motorista da família de Paloma, é outro que merece imenso destaque. Ele é o único, sem contar os irmãos, que fica ao lado da menina e é lindo o jeito carinhoso como ele a trata. 

A escrita da autora é bem rápida e o livro passa num piscar de olhos. Alguns momentos achei que foram agilizados demais mas isso é uma coisa pessoal. No meu íntimo, creio que as pessoas demorem muito para mudar realmente.
Haverá um segundo volume e agradeço por isso, pois o final de Miguel foi um pouco confuso. Já o final do nosso casal foi o mais feliz e bonito possível. 

Encontrei alguns erros bobos e como li em pdf não sei opinar sobre a diagramação do livro, mas posso afirmar que a capa é maravilhosa! 
Indico esse livro para quem gosta de um bom romance com um tema forte de fundo, é uma boa leitura.


24 comentários:

  1. Que livo lindo,não gosto de livros desse gênero mas deve ser um livro legal para quem gosta

    ResponderExcluir
  2. Também prefiro que quando o livro é narrado em primerira pessoa, que ele venha com a visão de ambos os pratagonistas ou outros personagens da história, acho que assim temos uma visão geral do que tá se passando e do que os personagens estão sentindo. Infelizmente a sinopse desse livro não me chamou atenção e a resenha também não me cativou, não pretendo lê-lo, mas a capa está realmente lindíssima.
    bejos!

    ResponderExcluir
  3. Ooi Nathalia!
    Não acho que riqueiza seja sinônimo de futilidade, mas o que mais vejo em livros é isso: meninas ricas serem fúteis. E depois de acontecer um trauma ou alguma mudança, mudarem. Como você disse um clichê.
    Vou aguardar a resenha do segundo volume, sem sabe eu me interesse. rs



    Erica Regina
    parado-na-estante.blogspot.com.br
    facebook.com/paradonaestante

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito da resenha, confesso que me bateu um medo quando vir que envolve dois irmãos, tenho um terror por triângulos amorosos, também amei a capa, e apesar de não fazer muito meu gênero, eu vou sem sombras de dúvidas da uma chance a esse livro.

    ResponderExcluir
  5. A capa está realmente bonita. Não conhecia esse livro, porém não sei se lerei. Não sou muito fã de romances, só os mais leves e gostei de temas como suicídio e relações familiares. Só que também não gosto muito de clichês e de protagonistas fúteis, que você nem consegue se apegar à ele.

    ResponderExcluir
  6. Acho que o primeiro livro deve ser perdoado. Eu sei bem como é difícil começar a ser escritor. No geral, MD pareceu uma obra linda, com suas falhas, mas mesmo assim linda. Fiquei interessada. Vou ficar mais de lho nessa autora. Quem sabe vem coisa boa por aí!

    >> Vida Complicada <<

    ResponderExcluir
  7. O livro parece interessante, mas a história aparenta ser meio clichê, além de achar que os personagens não me conquistarão :/ Enfim, sua resenha ficou ótima. A autora pode evoluir muito ainda, já que é apenas sua estreia :) Desejo muito sucesso! Abraços e até mais!

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Gostei do livro e achei interessante mas ainda não sei se é uma leitura que irei fazer, pois a historia parece interessante e mesmo sendo um clichê parece ser uma historia bem legal de crescimento dos personagens, mas não gostei muito da Paloma e nem do Ricardo mas quem sabe não acabo dando uma chance ao livro !!

    ResponderExcluir
  9. Oi!

    Sinceramente o livro não parece dos melhores não :/
    Ainda mais por ser um romance bem clichezão. Ainda por cima da mocinha ser uma riquinha nojenta -_- Odeio personagens assim, sinceramente.
    Esse é um livro que eu não leria nem daria de presente '-'

    ResponderExcluir
  10. Oi que sinopse e resenha incrivel ame ame, a capa do livro é maravilhosa, pela sua resenha o livro parece ser lindo com certeza vou ler obrigada pela dica bjs.

    ResponderExcluir
  11. Oi Nath!

    Infelizmente, apesar de ter gostado muito da capa, nao.consegui gostar dos personagrns principais. Como vc disse que a autora escreve bem, espero poder ler algo dela um dia.

    Parabens pela resenha. Gostei muito de conhecer o enredo, so nao estou no momento para romances cliches!

    Bjo bjo

    ResponderExcluir
  12. Oi Nathalia.

    Eu não ligo para a história ser um clichê, desde que seja bem escrita. Eu tenho vontade de ler essa história por causa da capa que chamou muita atenção. Caso apareça uma oportunidade espero gostar da história. ótima resenha.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oiii Nath!! Que linda sinopse! É de se fazer essa pergunta tdos os dias msm viu...Qro mto ler esse livro, adorei sua resenha...Bjs!!

    ResponderExcluir
  14. Hummm, pois é, li este livro no final do ano passado e assim como você, também tive dificuldade em simpatizar com Paloma, o que mais me incomodou foi suas primeiras ações logo que a mãe morre, acho que não condizem com a vida real...Mas sei lá, de repente alguém na posição social dela realmente aga assim...vai saber né. eu gostei da trama, achei a ideia boa, é clichê, mas eu adoro clichês mesmo, hehe.

    Beijo, Van - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oioi! Olha, não seria um livro que eu descartaria mas como você mesma disse, a história é meio clichê sim. Talvez os detalhes afastam essa consideração inicial mas, por hora, não seria uma leitura que eu ansiaria por fazer. Gostei da tua sinceridade e da forma como você descreveu o livro. Bjossss

    http://www.porredelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oioi! Olha, não seria um livro que eu descartaria mas como você mesma disse, a história é meio clichê sim. Talvez os detalhes afastam essa consideração inicial mas, por hora, não seria uma leitura que eu ansiaria por fazer. Gostei da tua sinceridade e da forma como você descreveu o livro. Bjossss

    http://www.porredelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. De repente a história "engrene" no segundo volume, mas achei positivo a história ser narrada alternadamente entre os protagonistas, também gosto de livros assim quando são em primeira pessoa. A autora pode ter pecado pelo clichê, mas quem nunca, não é verdade?

    Bjs,


    http://www.tamiresdecarvalho.com/

    ResponderExcluir
  18. OIii!

    Eu amei essa capa <3
    Não conhecia o livro e como você mesmo disse, o enredo é um clichê muito fofo! Eu adorei isso, amo um clichêzinho basico, gosto de ver os personagens crescendo e mesmo você faland que não curtiu um pouco as personagens, tenho certeza que no geral a obra te agradou!
    Eu adoro ver dicas de nacionais e principalmente o quanto de autores estão surgindo!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  19. Gosto dessas histórias clichês mas que tem como pano de fundo dramas pessoais e tal, acho muito bacana ver o crescimento dos personagens. Ainda não conhecia essa obra, e depois de ler essa resenha maravilhosa quero muito conferir a estreia da autora! Que pena que pelo jeito a garota mesmo ficando na merda não aprende fácil, hein? Já vi que vou ficar com muito nojo e raiva dela por um tempo... rsrs
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  20. Oi Nath.
    Pela sua resenha, a autora parece ter jeito pra coisa e ter sido um bom começo, apesar de tudo. Acho que talvez por ser o primeiro livro seja mais dificil construir os personagens e espero que com as resenhas e opiniões dos parceiros, ela consiga melhorar isso no próximo livro.
    Mesmo achando que talvez eu não me identificasse muito com os personagens principais, ainda assim fiquei curiosa por se tratar de suicídio.
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Olá!
    Gostei bastante de sua resenha! Esse é o tipo de livro que me atrai! Um romance forte, que trata de relações familiares e ainda aborda um tema sério como o suicídio.
    Vai entrar para minha lista com certeza!
    Valeu a dica!

    Abraço!

    Karla Samira
    http://www.pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oi, Nathi! Ao contrário de você eu não gostei da capa. Eu gosto de imaginar os personagens do meu próprio jeito e sempre acabo tendo problemas com capas fotográficas que destacam TANTO a personagem em si. Sobre a história em si, sinceramente eu achei que parece ser bem fraquinha. Um pouco clichê, talvez, mas que se difere com o fato de a protagonista não ter evoluído tanto assim durante a narrativa; O que na verdade chega a ser estranho. Mas essa pode ser a impressão que você tenha tido e cada um pode acabar interpretando de um modo diferente.
    Beijos
    Sil - Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  23. Oi Nath!

    Eu prefiro mais que tenha um só na narrador na narrativa em primeira pessoa, não curto muito muito alternar personagens, mas concordo que há livros que isso realmente funciona e não fica chato, pelo visto este é o caso em O Caminho certo, que apesar de ter alguns clichês do gênero, me parece ser uma leitura válida, além disso, fiquei feliz em saber que a autora tem potencial, como te falei, tenho o ebook, mas sabe quando surgi aquele receio de ler? Estou assim com os romances, são poucos os que estou pegando para ler, acho que estou um tanto cheia do gênero, mas ainda quero ler o livro da Ana e tirar minha conclusões.

    Da Imaginação à Escrita

    ResponderExcluir
  24. Olá,
    Legal que a estreia da autora foi, pelo o que entendi boa no final. Mesmo a escrita ter sido bem rápida e você ter dito que algumas coisas não foram totalmente desenvolvidas nos personagens acho que leria mesmo assim para poder tirar a minha opinião.
    Abraços
    pontoparaler.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, volte sempre! :)