29/04/2016

Resenha: Clube da Luta - Chuck Palahniuk

Título: Clube da Luta
Autor: Chuck Palahniuk
Editora: LeYa
Ano: 2012
Páginas: 272
Sinopse: Considerado um clássico moderno desde sua publicação em 1996, o livro Clube da Luta consagrou Chuck Palahniuk como um dos mais importantes e criativos autores contemporâneos, além do próprio livro como um cânone da cultura pop. O livro que estava esgotado há anos volta às livrarias nessa caprichada edição.
O clube da luta é idealizado por Tyler Durden, que acha que encontrou uma maneira de viver fora dos limites da sociedade e das regras sem sentido. Mas o que está por vir de sua mente pode piorar muito daqui para frente.
O livro foi filmado em 1999, Por David Fincher (Os Homens Que Não Amavam as Mulheres, A Rede Social), que possui duas nomeações ao Oscar, que conseguiu adaptar toda atmosfera do livro, o mundo caótico do personagem e o humor negro de Palahniuk em uma trama recebida com inúmeros elogios pela crítica e pelo público que conta com os atores Brad Pitt, Edward Norton e Helena Bonham Carter.

A primeira regra do clube da luta é que você não fala sobre o clube da luta. A segunda regra do clube da luta é que você não fala sobre o clube da luta. 
Clube da Luta é um clássico dos livros e dos filmes, mundialmente conhecido e admirado. Você já deve ter ouvido falar do Clube da Luta com certeza e sabe mais ou menos do que se trata a história. Se você não sabe, aqui vai um breve resumo:

Um cara que não tem seu nome revelado e por isso o chamarei de "O Cara", é o narrador do livro. Ele sofre com um caso gravíssimo de insônia e por isso frequenta diversos grupos de ajuda, onde consegue encontrar a paz necessária para dormir. São grupos de câncer, parasitas e afins. Ele trabalha numa empresa no setor de recall e por isso vive viajando. Ele mora num apartamento lotado de móveis da Ikea e tem uma vida monótona e totalmente chata, mesmo que não perceba isso ou que não faça muita coisa para mudar, além de comprar mais móveis conceituais. Até o dia em que conhece Tyler Durden em um de seus voos a serviço. Tyler é num primeiro momento, um cara descolado. Trabalha como projetista e garçom e é simplesmente tudo o que O Cara sempre quis ser. Eles se tornam amigos e Tyler vai transformar a vida dO Cara totalmente.
Quando alguém diz "pare" ou fica desacordado, mesmo que esteja fingindo, a luta acaba. 

Esse resuminho acima já ta ótimo pra vocês começarem a entender. O livro gira todo em torno da vida dO Cara com Tyler e com Marla, uma farsante de grupos de apoio, assim como ele. É uma história genialmente escrita, onde você reflete o livro inteiro, seja para entender o que acabou de ler ou para pensar na vida.

Não vou negar, a obra é MUITO confusa. Várias vezes me perdi e tive que voltar pra entender o que tava acontecendo. Isso se deve principalmente pelos cortes de uma cena para outra e pelo pensamento confuso dO Cara. E mesmo assim é brilhante. A confusão é proposital, já que a história é narrada em primeira pessoa pelo Cara e já que a mente dele é mesmo uma confusão. O que temos então é uma narrativa muito real de uma mente perturbada. Sempre acho isso incrível. 
Apenas duas pessoas lutando. Apenas uma luta por vez. Sem camisas e sem sapatos. As lutas duram o quanto tiverem que durar.

Vocês devem estar querendo saber sobre o Clube da Luta né? Bom, a primeira regra do Clube da Luta é que você não fala sobre o Clube da Luta, logo, não posso falar né migos? 

Brincadeirinha. O Clube da Luta é realmente um clube masculino de luta, criado por Tyler depois que ele e O Cara lutaram. O Clube é bem simples e com regras bem claras (que vocês podem ver nos quotes aqui da resenha). É um clube onde o homem vai sair quase morto, mas vai se sentir melhor, mais homem, mais que um simples ser.

Tudo o que eu to falando aqui hoje não é nem metade do livro, porém, não acho que seja legal eu contar a história mesmo. Clube da Luta é para ser lido e entendido, é para você tirar sua própria conclusão de tudo.  Se eu tivesse escrito a resenha depois de ter acabado de ler, minha opinião seria bem diferente também, mas tive tempo para pensar e decidi que sim, o livro é foda demais. Ainda assim, eu prefiro o filme. Aliás, tenho que dizer que foi a melhor adaptação que eu já vi, é muito igual ao livro, muito mesmo, só o final é diferente e prefiro o do filme mesmo. 
Se for sua primeira noite no clube da luta você tem que lutar.

Os personagens são brilhantes em sua total imperfeição e escrotice. O Cara (o qual eu queria muito saber o nome) é totalmente perturbado e dependente de Tyler, mas ainda tem dentro de si uma ponta de... bem, de alguma coisa boa e correta que eu não sei o que é. Tyler é mais genial ainda, sendo um anarquista com pensamentos e atos perigosíssimos, tem um poder incrível de persuasão. As pessoas querem seguir Tyler, querem obedece-lo, independente de qualquer coisa. Marla é uma mulher deprimente e por vezes desprezível, mas ainda assim bela para mim. Ela é um dos pontos altos da história e a chave para muita coisa (olha a dica de grátis da tia Nath). 

Clube da Luta é louco, alucinante, brilhante, genial, fodástico, e outros adjetivos que não encontrei ainda. E é impressionante como a obra tem 20 anos mas seu discuso se encaixa perfeitamente nos dias de hoje e ouso dizer que servirá por muitos e muitos anos ainda.
Gerações têm trabalhado em empregos que odeiam para poder comprar coisas de que realmente não precisam. - Não temos uma grande guerra em nossa geração ou uma grande depressão, mas na verdade temos, sim, é uma grande guerra de espírito. Temos uma grande revolução contra a cultura. A grande depressão é a nossa vida. Temos uma depressão espiritual.

12 comentários:

  1. Depois de todos esses adjetivos, fiquei com muita vontade de ler! Apesar de já ter visto o filme (e adorado), quero saber como é a escrita.
    Caramba, eu e Clube da Luta temos a mesma idade! hahah mas como você disse: ainda se encaixa perfeitamente nos dias atuais. Esse último quote que você postou diz tudo.
    Ótima resenha!
    Bjs

    http://noveplanetas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Nath!

    Não conhecia o livro nem nunca vi o filme.... será que eu tenho algum problema??? O.o Não responda, por favor! kkkkkk

    Bem, a sua resenha me pareceu um pouco com a sua descrição do livro: confusa! rsrsrsrsrsr Mesmo assim, entendi seu ponto de vista e gostei de saber que a obra é bem realista. Espero ter a oportunidade de lê-lo!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  3. Há muito tempo tenho vontade de ler esse livro, e só escuto comentários positivos a respeito. O que mais me interessa na obra é perceber que podemos encontrar características da nossa própria realidade. Deve ser bem louco mesmo. Depois de ler seus comentários fiquei ainda mais motivada.
    beijos, Fer

    ResponderExcluir
  4. Eu sou completamente apaixonada por esse livro, fiz uma resenha dele o ano passado depois de ter comprado em uma dessas promoções maravilhosas. Eu acho esse livro genial, os personagens são marginais, atraentes em suas ideologias, você se pega fascinado pela composição ideológica que o clube da luta trás. Eu adorei sua resenha, parabéns! :D

    Luz e literatura!

    cantaremverso.com

    ResponderExcluir
  5. Oie...
    Esse livro parece me perseguir rsrsrs... Sempre vejo esse livro no skoob, amigos e leitores do meu blog me indicam e a teimosa aqui até hoje não leu rsrs...
    Achei a sua resenha encantadora e fiquei bastante animada a ler, parece ser uma leitura bastante interessante! Quando você mencionou que os personagens são brilhantes eu quase encomendei o livro na hora... Personagens marcantes assim, sempre rendem ótimas leituras ;)
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Pois é, eu estava mesmo me perguntando sobre o que seria afinal o tal "Clube da Luta", rsrs. Nunca na vida havia lido nenhum resenha deste livro, confesso que o título me desestimulava muito, mas sei lá, acho agora que até poderia gostar do livro... Será que a gente chega a desvendar 'O Cara'?

    Beijo, Vanessa Meiser - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Nat, sua linda, tudo bem?
    Esse livro sempre está em promoção, mas confesso que ele nunca chamou minha atenção. Mas sua resenha mudou minha visão sobre a história, fiquei fascinada pelos personagens, e esse trechinho que você colocou no fim, nossa, soco no estômago!!! Esse é o retrato da nossa sociedade. Não vejo a hora de ler. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Nathália!

    Eu tenho este livro na minha coleção e realmente é um livro confuso, mas fantástico. Quando comprei ele, foi por causa do filme que também tenho aqui em casa. Estou pretendendo relê-lo este ano, para resenhar.

    Bjos

    ResponderExcluir
  9. Já vi que vou ter que me preparar psicologicamente para toda essa confusão... mas se é algo proposital e condiz com a mente perturbada do personagem, vou querer ter essa experiência de leitura. Costumo escrever minhas resenhas assim que termino o livro, mas vou tentar abrir uma exceção para esse e esperar para formar uma opinião. Espero achar brilhante como você.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  10. Oi Nath!
    Só assisti ao filme e faz muito tempo. Gostei demais, já perdi até as contas de quantas vezes assisti (meu DVD inclusive já arranhou e preciso de outro). É um filme bem forte e, depois que descobri que tinha livro, quis ler. Uma amiga minha teve a mesma opinião que vc. Ela achou a narrativa super confusa, mas acha que é justamente por todas as pertubações que o protagonista sofre.
    Parece ser uma leitura super intensa. Espero curtir também.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oiii!!

    Que lindo ver que essa obra é atemporal, eu ainda não li esse livro, nem vi ao filme. Na realidade, não gosto muito do estilo da obra, então não me sinto animada para concluir a leitura, mas sua critica ficou ótima!!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  12. Mas gente preciso me preparar psicologicamente para ler esse livro, realmente parece ser bem confuso mas bem fantástico no final das contas. Adorei a dica <3

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, volte sempre! :)