22/07/2016

Ninguém te perguntou: #TeamRemunerados, #TeamdeGraça ou #TeamToNemAí ?


Antes de mais nada tenham em mente que o texto de hoje é um desabafo de uma pessoa dita mal humorada e muito "foda-se todo mundo", que não tem por intenção criticar nenhuma pessoa, nenhum movimento, nenhum esforço e nenhuma opinião. A intenção do texto de hoje é mostrar o meu pensamento para o meu blog, dentro do meu blog.

ANTES DE TUDO: SIM, EU ENTENDI O QUE ESTÃO PEDINDO EM SUMA, só que tem gente que aproveita e transforma tudo em oba oba e começa a falar coisas absurdas. Meu texto hoje é pra essas pessoas, as exageradas.


Vocês viram que surgiu uma tag, um movimento, ajuntamento, sei la como chamo isso, de gente querendo ter seu trabalho de divulgação reconhecido, porque com livros não se paga o trabalho do blogueiro/vlogueiro blábláblá. O que eu acho disso? Dou minha resposta padrão para tudo: ai, meu cu, tchau. Fim.

Brincadeirinha :D

Acho que a maioria de pessoas cria um blog/canal com a intenção de que isso seja um hobby. Eu criei com esse pensamento, meus amigos criaram com esse pensamento. Ao criar nosso querido cantinho, só queremos dar nossa não requisitada opinião, conversar, criar amigos, debater, se divertir. E como todo hobby normal, separamos um tempinho de nossa vida, nos dedicamos aquilo, afinal, é um hobby, uma diversão, é uma parte do nosso momento de lazer. Eu podia estar gastando esse tempo fazendo qualquer coisa, mas escolhi ler e ter um blog sobre livros. Eu escolhi isso pra mim por gostar de ler. 
Ai você me pergunta se eu quero que meu blog cresça. É claro que eu quero! Eu sou um ser humano como qualquer outro, eu quero sim ter atenção, eu quero sim ter orgulho dessa minha criação, nada mais natural do que isso. Só que pra mim isso não é trabalho. Trabalho é o que, se Deus quiser, eu vou fazer daqui a 1 ano, que é dar aulas de Educação Física, emprego pro qual eu estudo e quero fazer o resto da minha vida. Não tem nada a ver com publicidade, nada a ver com blog. São duas coisas diferentes, deu pra entender?

É claro que se eu ganhasse dinheiro com isso seria legal, só louco recusa dinheiro, mas transformar isso em trabalho não é minha prioridade. Se eu quisesse ser remunerada pelos meu "serviços" no blog, eu teria pensando em fazer dele meu trabalho desde o dia em que o criei. Agora que ele já ta aí encaminhado como um entretenimento (nossa, me elevei agora kkk) gratuito e todos já sabem disso, eu vou quebrar a cara se mudar tudo drasticamente e começar a cobrar. 
O mundo á capitalista, vocês acham que a editora vai me pagar ou vai pegar aquele blog que faz a divulgação de graça, sendo que os dois prestam o mesmíssimo serviço, muitas vezes até de maneira igual. Digo isso porque ainda não vi ninguém inventando uma estratégia mirabolantemente diferente de divulgação que se destaque pra caramba no meio dos outros. 

E todo blogueiro sabe como é o processo de parcerias com editoras, muda pouca coisa de uma pra outra, mas tentar parceria é uma escolha pessoal, não é obrigação. Se você acha que é escravidão, que não é justo, que falta reconhecimento, beleza, é só não participar disso. Eu acho legal, eu gosto, eu fico feliz assim e vou continuar tentando parcerias e aceitando os termos. Claro que tem editoras com uma política absurda e essas meus queridos, já tão começando a cair no conceito dos blogueiros, porque a gente forma uma rede de informação e obvio que passa os assuntos um pro outro né ;) As editoras absurdas a gente sabe e não tenta, quem tenta ou é novo ou não liga pra isso. 

Eu acho que, se você quer começar a ter reconhecimento pela sua divulgação - e quando digo divulgação, é divulgação do produto mesmo, não é resenha, porque ninguém aqui é crítico literário profissional! - você tem que investir forte nisso desde o começo, batalhar começando de baixo, porque ninguém se torna uma estrela merecedora de tudo da noite pro dia. Você tem que se destacar no meio de todo mundo que faz tudo igual pra merecer um tratamento diferente. 

O cálculo é simples, tem 100 blogs divulgando o produto, a editora/empresa/autor não vai pagar em dinheiro esses 100 blogs, é inviável. 
E não, um livro não é pagamento pela divulgação, ele é uma troca. Eu ganho o livro e dou em troca minha opinião sobre o mesmo para que meus leitores o conheçam e quem sabe, comprem. Se eu vou cumprir o prazo ou não, se eu vou me matar pra deixar tudo lindo ou não, aí é comigo.
Lembre-se que se você gasta seu tempo pra ler, resenhar, editar, divulgar, é tudo porque você quer, ninguém te obrigou a entrar nesse mundo. 

Eu não quero de jeito nenhum tirar o mérito de quem ta aí lutando pra ser reconhecido, mas pelo amor de Deus, façam isso direito e não julguem quem, assim como eu, não concorda com vocês. Não achem que somos menos que vocês, não achem que somos macacos de circo treinados. Se somos parceiros que recebem um livro é porque aceitamos isso, estamos bem com essa situação, não vamos entrar nessa "luta" e estamos felizes assim. Não tentem pregar sua ideia nos diminuindo. Em nossa "classe" já falta muito respeito de um com o outro, todos os dias.

E digo mais uma vez: essa é a minha visão, pro meu blog, é minha opinião, baseada na minha experiência e no que eu vejo por aí. Então, se me atacá, eu vou atacá. Beijo no core. 


11 comentários:

  1. Oi, Nath. Tudo bem?

    Estou sabendo agora dessa confusão de que falou mas tem algum tempinho que vejo alguns cometários dessa mesma natureza. Sempre fiquei pensando que se é por entretenimento por que cargas d'água a pessoa de repente resolve cobrar e se lamentar quando não é pago? Sempre imaginei que se fossem cobrar para indicar, divulgar, fazer uma resenha deveria ser por conta de um trabalho impecável e que realmente iria alcançar ou mesmo convencer muita gente.
    Não consigo entender. Faço faculdade de letras e acabo fazendo isso profissionalmente também mas em outro ambiente, claro. Nunca tive a intenção de cobrar pelo que faço no blog, até mesmo por fazê-las de forma diferente dos relatórios de leitura e críticas que faço na faculdade; como você disse, normalmente criamos um blog pra dar opiniões que não nos foram pedidas, AHAHHAHAHA.
    Lemos por diversão e analisamos, predominantemente, com base em nossos gostos pessoais e o nível de persuasão que exercemos nos leitores envolve a qualidade da resenha e o nosso histórico de avaliações anteriores das obras.
    Claro que leva o nosso tempo mas não era pra ser um hobby? Não era pra ser divertido?
    Se é por dinheiro tudo bem que tentem alcançar mais pessoas e revindiquem algum tipo de retorno, mas por que falar mal de quem faz um trabalho que poderia ser cobrado somente por amor?! <3

    Concordo com o que disse, cada um tem o poder de escolher como quer levar seu blog/canal e se você não está feliz com a opção que o outro escolheu, bom... como diz o nome da coluna "ninguém te perguntou", AHAHAHAHAHAH.

    Um beijo!
    Crônica sem Eira
    Participe do Sorteio de 5 anos do Blog Da Imaginação à Escrita | Participe do Sorteio de 2 anos do Blog Livros: Hoje, Ontem e Sempre

    ResponderExcluir
  2. Oi Nath!

    Vou te contar uma historinha:

    "era uma vez, uma blogueira que ligava para coisas assim, ai, ela percebeu que ligando ou não, se comprometendo ou não, as coisas continuariam do mesmo jeito. Sabe o que ela fez? Tacou o foda-se e viveu feliz para sempre. FIM!" kkkkkk

    Pois bem amiga! Concordo com vc! É tanta coisa que a gente vê por aí que chega a doer o coração. Hoje o blog é como se fosse um trabalho pra mim, mas não ganho dinheiro por isso. Nem penso em cobrar, pois minha intensão é ajudar a surgir mais leitores, não abrir uma empresa de divulgação...

    Enfim, belas e sábias palavras! Já te contei como sofro, mas mesmo assim, continuo persistindo. Tenho esperança de que um dia seremos todos reconhecidos e amados (kkkkkkkkkk SQN!)

    Bjo sua linda! ^^

    ResponderExcluir
  3. Além de tudo o que você falou, vou acrescentar algo: se quer monetizar o seu hobby, então vá estudar mídias sociais e marketing, vá se profissionalizar, não tenha um blog e sim um site de marketing digital, tenha contatos com jornalistas, consiga entrevistas e divulgação em meios GRANDES e então, o seu hobby será reconhecido como trabalho.
    Como você disse, começamos um blog por sentirmos necessidade de compartilhar um amor, que são os livros. Buscamos parcerias por escolha própria, ninguém botou um revolver na minha cabeça pra ser parceiro, eu que fui atrás ou aceitei quando me procuraram. Então... aceitei os termos da parceria: ganho livro, resenho livro, divulgo livro e pronto kkk. Fico doida da vida com essas reclamações todas. Se não gostou dos termos da parceria, é só cancelar, simples assim. Agora cobrar por resenha, eu vi só FAMOSÕES cobrando e nem era pela resenha, porque eles não resenham, era para marketing do livro, igual nas novelas que o ator segura o livro na mão por alguns segundos e pronto. Além de "perder um livro" e pagar mais de R$ 5.000,00 por segundos, o livro nem é lido.
    Eu prefiro o meu trabalho de ler, opinar e amar os livros.
    Beijão, adorei seu post.

    Mari Scotti

    ResponderExcluir
  4. Oi Nath!

    Bem já conversamos e estamos batendo papo sobre isso, pois é um assunto que acho que deve sim ser discutido, mas a forma como as pessoas estão fazendo e se descabelando é que errada. A tal campanha, que nem vou me dar o trabalho de citar, para mim não é valida, compreendo o que eles querem, não é errado, mas a forma como foi feita e está sendo "compartilhada" sim. A partir do momento que você quer ganhar dinheiro com o seu espaço, seja blog, canal, o que for, primeiro de tudo é persistência, pois nada cairá do céu e será de um dia para o outro, é um passo de cada vez e nem adianta falar que fez por hobbie e quer ganhar dinheiro com isso, se quer ganhar dinheiro, trate como um trabalho, não como hobbie, faça de seu espaço o seu local de trabalho, se valorize antes de ir querer que os outros façam isso e outra, como a Mari citou, vai se profissionalizar, seja com curso de Marketing, Publicidade ou Propaganda, isto é uma das coisas que quero fazer mais para frente, cursos nessa área, pois sim, criei meu blog para viver dele, mas compreendo que para isso, tenho que caminhar e muito, além disso, aceito sim a parceria como ela é, não acredito que seja um trabalho escravo como alguns dizem, na verdade, é uma traco, você resenha, eu te dou o livro, o que tem de complicado nisso? Nenhuma editora exige do parceiro divulgação, mas sim resenha, afinal, ela te mandou o livro. Quer ganhar dinheiro com o blog, é com propaganda e anuncios, fazendo do seu espaço um local legal para esse tipo de coisa, ai sim a editora vai vir com uma proposta para anunciar em seu blog e com isso você ganha dinheiro, será que é tão complicado assim?

    O problema é que muitos estão se achando demais, sendo que não é tanto assim, nem ao menos se dão o trabalho de pesquisar a fundo como ganhar dinheiro com o blog/canal, acham que é só criar, fazer a resenha e pronto, vou receber milhares de granas e ser feliz, nenhum emprego é assim, nem mesmo na internet, chega de achar que tudo é um conto de fadas, que tudo é mil maravilhas, é trabalho duro, é cair e se levantar, é começar de baixo até o topo, não o contrário, fora que, esse nicho literário, muitos só fazem o mesmo, e ainda sim quer se sentir no direito de ganhar por isso? Nem profissional da área é, como quer ganhar? Invista em programas de publicidade, seja qual for, invista em você, para realmente fazer jus a essa meta de ganhar dinheiro com o blog, acham que o Jovem Nerd não estudou ou batalhou para estar onde está? Hoje ele tem uma posição em que os anunciantes depende dele, mas para isso, ele começou de baixo, tenho certeza.

    Enfim, para finalizar, só deixou a dica, antes de apoiar a tal causa, pense bem, vai valer a pena essa discussão toda, com argumentos tão inválidos? Acha mesmo que isto vai beneficiar você e seu blog/canal que tá começando ou será que vai só bonificar os grandes? A parceria já é uma luta constante, acha mesmo que se for mudado para um meio publicitário a editora vai te dar dinheiro sendo que seu espaço é pequeno? Ou ela vai preferir quem tem mais?

    ResponderExcluir
  5. Fia, preciso dizer: arrasoooooooooooooooooooooooooooooou. Isso é coisa daquele povo que entra na blogosfera apenas para 1 - ganhar coisas. Vejo resenhas ridículas, de livros que claramente não foram lidos, com apenas elogios para tramas bobas e até mal escritas. E fazem isso unicamente na vontade de manter uma parceria. Mas ok. As pessoas tentam agradar mesmo, né? Só que no momento em que se candidatou, você DEVE ter lido a política de PARCERIA. Isso mesmo, p a r c e r i a. Não trabalho, não contrato. É uma troca, como você disse (que às vezes não vale a pena para algum dos lados) e nunca teve pretensão de ser nada mais além disso. Quando as editoras querem uma divulgação maior, elas pagam aos PROFISSIONAIS. Sabe aquele povo que estudou marketing? Os que criam campanhas e estratégias legais? Então. E geralmente essas pessoas trabalham NA EDITORA. A não ser que sejam muito famosas na tv, cinema ou youtube. É como disseram aí em cima: tem uma longa caminhada antes de um hobby ser considerado trabalho. E não é tendo o mesmo formato de todos os outros que você vai ser visto diferente.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Nath.
    Tudo bem?
    Concordo plenamente com tudo o que você disse, sem tirar uma vírgula. Acho que quem está insatisfeito com o formato atual de parcerias, deve sim lutar pelo que acha certo. Errado é nos criticarem e querer impor a opinião deles a qualquer custo.
    Assim como você e vários amigos blogueiros, criei o blog como um hobby, mas se o blog crescer e começar a render de alguma maneira, ótimo! Se não, ótimo também, pelo menos continuo com o meu intuito inicial, compartilhar informações sobre leituras e conhecer novas pessoas.
    As parcerias estão aí, se candidata quem quer, não concorda com os termos? Simples, não se inscreva. É muito mimimi, não dou conta.
    Adorei o post.
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  7. Oi Nathalia.

    Para ser bem sincera, eu não sabia que está tento esse assunto.Eu criei meu blog para ter um hobby. No entanto eu já lia e fazia resenhas e deixava no Skoob antes de ter um blog. Uma colega de net no Facebook que falou que era melhor eu ter um cantinho para escrever da maneira que achasse melhor. O fato de ter parcerias, eu passei um ano sem conquistar uma e sempre que sei que tem uma inscrição eu tento, porque é uma maneira de ter minha opinião conhecida. Eu acho que os blogueiro precisam de mais união e sinceramente eu vejo muito pouco isso. É um assunto bem complicado, mas concordo com você em todas as palavras.

    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem??
    Esse assunto vive surgindo no mundo da blogosfera, de tempos em tempos sempre aparece alguém dizendo que apenas dar um livro não é o suficiente para dar sua opinião e que se quiser as editoras e autores que paguem para ela fazer isso, acho isso um cumulo, pois se estamos nesse mundo é por gostar, por querer mostrar para outras pessoas nosso interesse e que sim podemos ter opiniões diferentes e que isso vale a pena, não me importo por ter parcerias ou não, se quero ler um livro, vou lá e compro e vou falar minha opinião do mesmo jeito, sem ninguém me dar nada em troca, acho que pessoas assim vivem em um mundo isolado e diferente, que acha que é melhor que os outros, eu sinceramente para esse tipo de discussão ligo o foda-se bem grande e não dou bola para isso, não vai para frente mesmo, e sei que as editoras e autores não apoiam isso. essa é minha opinião :)
    Beijus
    www.bibliotecaempoeirada.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oiii Nath, como vai?
    Infelizmente eu já vi muito blogueiro criando um blog para ganhar livros e dinheiros, a maioria não é mais aquele por amor como antes, sabe. Mas, concordo contigo com toda certeza em tudo, também quero que meu blog e seja reconhecido, mas ser reconhecido porque fiz por amor e dedicação, nao por querer ganhar tudo e ser interesseira.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Olá Nathalia!
    Infelizmente muitos blogueiros não pensam da mesma forma. Eu amo blogar e mais do que isso é poder ter a oportunidade de levar a minha opinião para os leitores. Tudo bem que para ter um blog tem que ter tempo e divulgar bastante, afinal todos queremos reconhecimento, mas não pensei em ganhar dinheiro com ele. O meu trabalho será a minha formação na faculdade que estou realizando com muita dedicação e amor. Enfim, estou me sentindo realizada e apesar de estar pouco tempo na blogosfera, concordo plenamente com você.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Achei simplesmente fantástica essa sua opinião. É a minha tb, tanto que parei com parcerias. Cada um encontra o que é melhor para si e vamos combinar que o que fazemos não énada profissional, então para que cobrar? Os livros já nos deixam felizes. E como deixam.
    Eu resolvi não lutar or parcerias mais, salvo umas 2 editoras que eu leria absolutamente tudo que publicassem, por isso em é um problema para mim e façofeliz, e nãogosto de ser taxada de trouxa por isso.
    Assino embaixo de tudo que vc escreveu. Adorei o texto! Parabéns.

    >> Vida Complicada <<

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, volte sempre! :)