16/11/2016

Ninguém te Perguntou: Porque criamos blogs literários


Mas eu tava com uma saudade dessa coluna ♥ E voltei com imagem em alta definição, ó que lindo!

Na minha busca infinita por assuntos para o Ninguém te Perguntou eis que surge em minha adorável mente uma pergunta: por que as pessoas criam blogs literários?

É pra ganhar livro de graça?
Pra fazer amizades?
Ficar conhecido na internet?
Conhecer novos livros?
Dar aquela famigerada opinião que ninguém pediu?
Uma mistura dos motivos anteriores?

Eu só posso falar com confiança e 100% de exatidão por mim mesma, mas posso explanar um pouco acerca do geral .
Eu criei meu blog porque simplesmente achava maravilhoso esse mundo. Acompanhava blogs de pessoas que hoje são amigos e só conseguia pensar em como tudo aquilo parecia tão legal e eu queria pra mim. Eu também queria falar sobre os livros que eu lia, queria que as pessoas comentasse sobre o que eu dizia, queria saber a opinião delas também. E cá estou eu, aos trancos e barrancos neste glorioso universo, que de glorioso as vezes não tem nada, cá entre nós. Mas sim, é tão legal quanto eu achava e me proporcionou coisas incríveis.

Mas será esse o motivo de todos? Com certeza não.
No meio das inúmeras tretas que surgem todos os dias nos facebooks e twitters da vida, uma acusação é constante: blogueiro só cria seu blog pra ganhar livro de graça.
Não posso falar com todas as letras que isso é verdade, como também não posso falar que é mentira. Há milhares de blogs na ativa e entre eles com certeza alguém criou com o pensamento de ter parcerias e ganhar livros. Eu não vejo parcerias com autores e editoras como algo de graça, algo que é ganhado e só eu saio com a vantagem, mas muito gente vê assim, obviamente.
O blog da pessoa é menos válido por ter sido criado com esse intuito? Depende.
O blog dela é bom? Ela está fazendo um bom serviço de divulgação, sabe fazer uma resenha descente? Se sim, ok, vida que segue e cada um no seu quadrado. O blog dela é ruim, as resenhas são medonhas? Aí chegamos onde eu queria.



Não há problema nenhum em querer livros de "graça", cada um sabe o que faz, mas o trabalho que você desenvolve a partir disso é o que marca, é a impressão que fica sobre você e sobre essa categoria de hobby/trabalho a qual pertence. Um profissional ruim deixa uma impressão ruim na pessoa que contratou o serviço e isso acaba fazendo ela ficar desconfiada com todos os outros profissionais da área. A mesma coisa acontece com os blogueiros. Se um mal blogueiro deixa uma impressão ruim, as pessoas começam a achar que todos os blogueiros são ruins e todos fazem a mesma coisa. Não reflete só em você, reflete em todo mundo. Se a primeira experiência de uma pessoa com um blogueiro foi logo de cara com aquele blogueiro que só quer livro de graça e oferece um serviço ruim, essa pessoa fica com a impressão de que todos nós somos assim, mesmo que eu e você não sigamos por esse caminho.
É complicado.

Não estou aqui pra criticar blogueiro nenhum, que fique claro. Estou no meu momento de reflexão. Eu queria mesmo é te fazer pensar comigo. Sim, você que está aí lendo minhas palavras sem sentido. Será que vale a pena criar um blog por um motivo tão bobinho como ter coisas de graça? Vale a pena colocar seu nome, sua cara numa coisa assim? Correr o risco de aparecer no meio de um textão de um autor ou de outro blogueiro no facebook? (sim, esse é um risco real hoje em dia meus queridos).  Apesar de tudo, eu ainda acho que ter meu nome associado a coisas boas é melhor do que lotar a estante com uma porrada de livros que talvez eu nem leia, só fui ganhando.

Blogar é uma coisa que requer paciência, tempo e dedicação se você quiser durar nesse meio. Você precisa ter inspiração, criatividade, jeito com as pessoas, enfim. Não é só chegar e pa-pum, ta feito o blog. Você quer mesmo dedicar horas (e muitas vezes dinheiro) pra isso só porque quer uns livros de graça? Se sim, vai fundo, não posso mudar sua cabeça. Mas faz um favor, só não se suja nem suja seus colegas. 



E termino aqui minha explanação de domingo (o post foi feito num domingo, sei lá que dia vou postar isso). Passar bem caros coleguinhas. 


9 comentários:

  1. Oi Nath!

    Vc é foda sabia? kkkkk

    Concordo com vc em tudo. Lacrou coleguinha! u.u kkkk

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. MULHER TU ARRASA ! Tudo que dialogamos durante o ano sobre o assunto você conseguiu explanar de forma perfeita. Eu tenho exatamente o mesmo pensamento.

    Beijos linda

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Menina, que lacre! Você disse umas verdades que a maioria das pessoas do meio pensam mas não tem coragem ou oportunidade de dizer. Particularmente eu vejo o blog literário como um meio de partilhar as minhas experiências literárias como pessoas que possuem o mesmo amor pelos livros que eu, claro que com o passar do tempo foram surgindo tarefas e compromissos mais sérios, como as parcerias com autores e editoras, que acabaram se tornando uma mistura de diversão e trabalho mas que nemm por isso são feitas com menos amor e compromisso. Entrar nessa pra "ganhar livros de graça" é uma grande besteira, afinal nada nesse mundo é de graça.
    Beijos!
    Por Livros Incríveis

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Adorei a postagem e as explanações feitas sobre o assunto.
    É muito complicada essa vida de blogueiro, são tantas tretas que vejo por ai e tudo muito generalizado. Autores contra blogueiros, blogueiros contra autores. Isso me deixou chocada. É necessário muito respeito, pois um não funciona sem o outro.
    Entre faz pouco tempo nesse meio e concordo que é necessária muita dedicação para manter o blog e só quem realmente gosta continuará. O problema é o legado de quem faz isso de qualquer forma que acaba refletindo em nosso trabalho.
    Criei o blog para expressar minha opinião, mas como a Larissa disse acima com o tempo vão surgindo algumas responsabilidades com parcerias que acabam exigindo mais dedicação e atenção.

    https://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. OI Nathalia!

    TUdo bem?

    Muito sugestivo o tema da sua coluna, e me senti coagida a opinar. Eu criei meu blog com intuito de promover a leitura, até mesmo pq parceria com editoras não é isso tudo. Entretanto tem seus lados positivos. Nunca me meti em treta e sou mega aerea nesse mundo virtual, não acompanho nada, não consigo nem atualizar meu blog direito rsrsrsrsrs ´Mais amo o que escrevo e isso é um incentivo para o mundo literário. Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi Nath, sua linda, tudo bem?
    Adoro colunas para debatermos assuntos. Eu sempre fui uma devoradora de livros desde criança. No meu trabalho, uma amiga que também ama livros, me falou sobre o skoob. Eu não o conhecia, e depois ela me explicou que ela tinha um blog e muitas pessoas também tinham. E começou a me dar dicas de livros mais atuais. Eu amei todos os livros que ela me indicou. Estava longe das minhas leituras de ficção por causa do estudo e de repente eu voltei para esse universo que sempre foi minha casa: a leitura. E eu soube, que era isso que queria fazer. Não conhecia nenhum blogueiro e nenhum blog. Entrei no youtube e aprendi a fazer uma blog com os tutoriais. Só depois de um ano, descobri profissionais de layout. E estou até hoje, e posso dizer o livro salva vidas!!! Toda vez que ficava complicado manter o blog, eu lia um livro novo e sabia que tinha que continuar!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Pois é... As pessoas criam blogs por diversos motivos, inclusive o famigerado de ganhar livros "de graça". Só quem está nesse meio sabe que de graça não tem nada, precisamos nos dedicar pra sobreviver na blogosfera. Quando criei o meu, ao contrário de você, não conhecia nada disso, só estava tentando me desviciar de Mafia Wars e pensei: ah, eu podia fazer um blog pra escrever sobre livros e teatro... Assim nasceu o Entre Palcos e Livros, sem planos, sem expectativas... Rs... Ficou muito legal sua postagem.

    ResponderExcluir
  8. Adorei seu post, menina! Realmente o que mais vemos por aí é gente achando que é de graça os livros de parcerias. hahaha Não é só receber o livro e pronto, ele vira aquele livro que você compra em promos loucas e que fica parado por meses na sua estante, e que quando você lê decide se vai fazer uma resenha ou não. Tem muitas responsabilidades, e eu fui aprendendo isso com o tempo, pois confesso que no início do blog fiquei deslumbrada com isso de ter parcerias. E o pior é que não acho legal o ganhar, acho legal o conquistar, me sinto um pouco mais orgulhosa quando conquisto uma parceria, por saber que acreditam no meu trabalho. Enfim, seu post ficou perfeito!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  9. Olá, Nathalia! Tudo bem?

    Quando criei o meu primeiro blog literário, nem mesmo sabia que era possível ganhar livros de graças de autores e editoras para divulgação. Criei porque queria ser escritora e achei que escrevendo em blogs seria um ótimo ponto de partida e de fato eu melhorei muito de lá para cá. Porém eu não julgo quem cria blogs para ganhar livros, até porque não são exatamente de graça. Quando você ganha um livro de um autor ou editora você tem um compromisso de divulgar esse produto, então escrever uma resenha não é um favor, é um serviço que o blogueiro está prestando. É claro que é bom lembrar que o serviço é divulgar com resenhas e não mentir caso você não tenha gostado do livro. Então é isso que eu penso rs Adorei a postagem! :D

    Luz e literatura!

    cantaremverso.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, volte sempre! :)