02/03/2016

Ninguém te Perguntou: Preconceito literário com erótico e NA (com Caroline Freitas)


Oioi minha gente! Voltamos com mais um Ninguém te Perguntou que hoje ta demais! A minha convidada especial de hoje é a Carol Freitas do blog De cabeça para baixo e ela vem falar sobre um preconceito literário mais específico. Confiram!

Oi pessoas! A Nath me convidou para participar da coluna, irei expor minha opinião e não quero influenciar ninguém, belezinha? Vamos começar esse post com as famosas frases que quem lê erótico ou NA mais caliente escuta constantemente:
“Nossa você lê erótico... É safada heim?”
“Lendo isso? Está precisando de namorado”.
“Lê erótico, ou seja, coloca em prática o que lê!”“Aff, gosta de NA! O que esse livro vai trazer para sua vida?”“Aff, vai ler um livro intelectualmente estimulante”.

STOP AMIGOS!

Apaguemos e joguemos em buraco negro isso de que quem lê livro adulto é uma pessoa safada. Se fosse assim milhões de pessoas que leram os livros da E. L. James são safadas. Está na hora de mudarmos a maneira como nos expressamos com os amiguinhos. Eu tenho amigo que ama Young Adult e infanto juvenil e nem por isso chego dizendo: “Nossa cara, já está na hora de você parar de ler esses livros, está na hora de crescer”.

Sobre ouvir isso. 

Pode ser que aquela pessoa que você já criticou alguma vez na vida tenha começado a ler erótico ou new adult por curiosidade ou viu uma colega lendo e quis ler também. Teve uma época que eu li um livro por curiosidade e gostei, mas fiquei com receio de comentar a respeito, pois me importava com o que iriam pensar hoje em dia eu leio erótico e ainda indico para as amigas.

Ano passado uma amiga me indicou uma série e eu fiquei com preconceito. Pensei: Eu não vou ler isso! É BDSM. Resolvi dá uma chance e pasmem, gostei do que li. A autora soube se comunicar e através do enredo transmitir informações a respeito do BDSM. E nem por isso tornei-me uma safada ou coloquei em prática o que li.

Outra ponto, vamos parar de dizer que new adult não vai trazer nada para a vida de quem ler. Se como leitor (a) você não gosta, não julgue quem curte OK? Tem new adults que são informativos e tratam sim de temas sérios com alcoolismo, drogas. Não é só sexo. Esse é um gênero ótimo para se ler depois de terminar um livro com grande carga emocional.

É visível que estes gêneros estão em voga no mercado brasileiro e com isso, o número de leitores aumentaram e começaram a se familiarizar e, pararam com preconceito. Mas ainda ocorre de você receber olhares de lado ou comentários do tipo citado acima.

E hoje com a facilidade que temos de sermos críticos ou nos posicionarmos nas redes sociais se faz necessário conhecermos os limites. Eu não critico quem não gosta dos gêneros e nem gosto de ter alguém julgando o que leio ou deixo de ler. Como diz a frase, cada um no seu quadrado, cada um no seu quadrado.


Deixo aqui meu texto, beijos de luz. 


É pessoal... ao invés do mundo evoluir parece que em alguns casos ele regride mais ainda. Eu me pergunto pra quê, pra quê ter preconceito literário? Pra quê falar mal do coleguinha por causa de um livro ou falar mal de um livro por seu gênero?  
Eu confesso, eu não gosto de erótico. Já li alguns e afirmo que não é um gênero que me interesse e tenho meus argumentos para isso mas de jeito nenhum eu falo mal. Do mesmo jeito que eu não gosto de erótico, auto-ajuda, religiosos e afins, muita gente também não gosta de fantasia, suspense, aventura, e etc., que são os gêneros que eu gosto. Do mesmo jeito que eu não quero que falem mal do gênero que eu leio, eu não falo mal do gênero que os outros leem, é uma coisa muito simples de se fazer, mas parece que a língua não cabe dentro da boca de alguns. 
STOP PRECONCEITO LITERÁRIO!


24 comentários:

  1. Super concordo com o texto, não é por que eu não curto ler livros eróticos que eu vou criticar e ter preconceito com quem curte...total falta de noção! Às vezes até me interesso por alguns haha. Amei a postagem, abraços :)

    ResponderExcluir
  2. Acho que antes de alguém julgar, deveria é se colocar no lugar da pessoa e se perguntar se gostaria de ser julgado por conta de um gênero literário, pois aposto que a pessoa não iria gostar nenhum pouco! Mesmo não curtindo erótico e NA (até leio os dois, mas não são gêneros que realmente me agradam), eu não fico apontado o dedo para o colega, ou dando uma de culta, que prefere livros mais estimulantes, como alguns fazem, pois isso é falta de respeito, onde já se viu? Vamos parar com o julgamento e deixar que cada um leia o que quer, seja erótico, NA, YA, suspense, terror, o que seja, os livros são feitos para nos entreter e animar, então colega, para, leia o seu gênero e eu leio o meu, sem preconceito.

    Da Imaginação à Escrita

    ResponderExcluir
  3. Oiii! Gte eu adoro ler mtos gêneros, não tenho preconceito com nenhum! As pessoas deveriam se abrir mais e se permitir conhecer tdos os gêneros tbm...Preconceito literário?? Aah por fvor! Se permitem pessoas! Adoreeei o post! Parabéns! Bjs!!

    ResponderExcluir
  4. SEI EXATAMENTE PELO QUE ESSES LEITORES QUE LEEM NA OU ERÓTICO PASSAM.

    Detesto quando as pessoas ficam julgando os leitores que leem esses gêneros. Preconceito literário está presente bastante desde o "lê John Green só porque é modinha" a "Vá ler um Machado de Assis" ou "ah, espero que coloque em prática o que aprende nesses 50 tons". Pessoal precisa abrir mais a mente.

    ResponderExcluir
  5. eu sou uma leitora de todos os generos apoesar de gostar muito de drama. mas leio livros eroticos sim e quem não Lê. imagine cinquenta tons de cinza quantas leitores tiveram este livros em maõs.

    ResponderExcluir
  6. Pois é! eu gosto dos dois e fico chateada quando as pessoas fazem comentários maldosos. Eu não tenho vergonha de ler em público não, leio mesmo e quem não gostar que vire a cara pro outro lado.

    ResponderExcluir
  7. Oi Nath e Carol!!!

    ADOREI o post! É bem isso mesmo! Infelizmente, o preconceito existe, mas quer saber? Manda logo um foda-se e leia tudo o que quer! kkkkk
    Eu não sou fã de eróticos tbm, só leio de autoras que conheço e que já li algo. Mas não falo mal. Acho que cada um tem seu gosto e o resto que se exploda! Adorei o texto! Concordo plenamente! Vamos parar com o preconceito literário!!!! *o*

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  8. Olá, Carol!
    Super concordo com o seu post! Hoje em dia falta bom senso por parte da maioria das pessoas. Para mim, é simples: não gosta de erótico ou NA? Não leia! Quem quiser ler, leia, coloque em prática, seja safado (a), aproveite a vida! Qual o problema? Eu tenho resistência a ler alguns gêneros e nem por isso fico falando na cabeça das pessoas que não deveriam ler histórias deles.
    Em fim... cada um na sua zona de conforto (ou fora dela - por que não?).
    Abraço!

    Karla Samira
    http://www.pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. É um assunto bastante complicado, a Carol e todos mundo que me acompanha sabe que não gosto de livros eróticos, mas não tenho nada contra NA e leio mesmo, acho que meu problema não é a questão do sexo, mas sim o medo de uma história focar apenas nisso e não ter conteúdo algum. Mas é óbvio que nem todo erótico deve seguir essa linha e já li alguns que acabei gostando de verdade. Não acho que cabe ao outro julgar o que o colega leu ou ofender quem quer que seja pelo que está lendo, já passou da hora de mudar isso aí!

    ResponderExcluir
  10. Tambem acho que não deve haver preconceito literário, cada um lê o que deseja

    ResponderExcluir
  11. Confesso que, assim como tu, eu também não curto eróticos. Já tive minhas experiências e não gostei delas, mas não por conta do tema abordado, que eu encaro como algo completamente natural em toda e qualquer relação humana. Acredito que tu foi muito feliz no teu comentário final e a convidada abordou muito bem o assunto. Preconceito literário é algo ultrapassado, defasado e completamente sem função, assim como qualquer outro tipo de discriminação existente.

    ResponderExcluir
  12. Oi Carol!
    Amei sua postagem! Eu leio erótico e já ouvi todas essas frases que você citou. A pior delas foi a última que ouvi: " Que coisa imoral! Isso não é exemplo de leitura. " Quando eu citei para essa pessoa, que por sinal é super fã da Anne Rice, que essa escritora tinha escrito uma trilogia erótica, não acreditou. Precisei mostrar para ela a minha trilogia da Bela Adormecida e relatei a história.E mesmo com os livros nas mãos não acreditou. O livro foi escrito há mais de 30 anos, então as pessoas precisam amadurecer e parar com esse preconceito. Cada um lê o que gosta, eu mesmo adoro ler todos os gêneros.Tenho os gêneros preferidos e também passei por preconceito por isso.
    Outro exemplo de preconceito literário que eu tive foi ter ouvido: "- Gente que lê todos os gêneros literário, é sinal que não gosta de nenhum."
    Isso é uma frase de pessoas ignorantes e isso entristece, pois os livros estão no mundo para serem explorados, devorados com vontade e infeliz essas pessoas não enxergam isso!

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oh negócio chato é esse de Preconceito literário, a pessoa deve ler o que sente vontade, uai. Eu gosto de livros desse gênero SIM, mas nem por isso me torno uma safada ou uma especialista em sexo. Mas também não são todos que gosto, porque acima de tudo, um livro tem que ter enredo, agora um livro que também é encharcado de cenas de sexo e não tem mais nada no livro a não ser isso, também não dá, pelos menos pra mim. Um livro que eu gosto muito desse gênero e tem tudo na dose certa é Ugly Love, da Collen Hoven(publicado no Brasil como O lado feio do amor), acho que até quem não gosta desse gênero ia gostar desse livro, fica a dica, beijos!

    ResponderExcluir
  14. Oi!!
    O texto está perfeito, você disse exatamente tudo que muitas pessoas gostariam de falar.
    Eu leio eróticos e NA e gosto da maioria deles, não tenho vergonha de dizer que leio e mais os livros eróticos que tenho foi o marido que comprou, ele entende que eu gosto e não se incomodado de chegar na livraria e pedir os livros.
    Eu tenho uma mania chata, tem autores que não me chamam a atenção, mas sempre digo que não critico quem gosta, eu nunca li e nem pretendo ler Nicholas Sparks, mas já comprei livros dele para presentear amigas que gostam.
    O que eu percebi com a onda de Cinquenta tons de cinza é que muita gente leu porque tava todo mundo comentando era moda e a química entre as cenas e a personalidade do leitor não ocorreu, sei que muitos que criticam leitores de erótico já leram um erótico e no fundo tem é vergonha de dizer EU LI E DAÍ.
    Beijão!
    Lilica - O maravilhoso mundo da leitura

    ResponderExcluir
  15. Oi *---*

    Não tenho preconceito nenhum, até li algum livros eróticos, meu namorado me perguntava qual a diferença de ler um livro erótico e de assistir a um filme pornográfico. Ficava indignada com isso. Mas hoje já não tenho mais paciência com o gênero, acho que se propagou de mais e tem muita porcaria no mercado, raro os livros que são realmente bons. O que me irrita é que a cada suas paginas tem uma cena de sexo e a protagonista não pode nem olha pro cara que já ta arrancando a roupa, muito falso.

    Bjos

    rillismo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. O preconceito sobre quem ler new adult, e um fato, mas porém devo ressaltar que alguns new adult é cágado e cuspido de algum outro livro, até me am parece que as autoras vão procurar inspiração no mesmo universo kkkkk.
    Mas também já li alguns que são simplesmente maravilhosos, eu confesso sói louçã por um new adult mais nem por isso eu sou safada.

    ResponderExcluir
  17. Realmente, isso de ter preconceito com NA e erótico é bem errado. Não gosto nenhum pouco de livros eróticos, mas se a pessoa gosta então deixa ela ler em paz. Melhor estar lendo algum livro do que não ler nada. E amo livros infantojuvenis, então entendo um pouco desse preconceito literário.

    ResponderExcluir
  18. Oi!
    Concordo totalmente, com certeza os NA e Erótico e um gênero que está crescendo muito, mas encontramos ainda varias pessoas que tem preconceito e acho que independente do gênero que lemos o que importa e a historia e se gostamos ou não !!

    ResponderExcluir
  19. Oi!

    Isso realmente acontece, e na minha opinião se deve ao fato de mulheres terem q ser puras e não gostar de sexo (na cabeça da sociedade né hahahaha) e esses etc todos haha

    ResponderExcluir
  20. Oi concordo com você sempre que alguém ve que a gente lê livros eróticos ja vem com conversas desagradáveis, eu amo ler livros eróticos é um dos meus gêneros literários preferidos, eu nem ligo quando alguém me diz isso eu vou continuar lendo e ponto hahaha bjs.

    ResponderExcluir
  21. Oi, meninas!
    Uma salva de palmas por essa coluna tão cheia de debates, assim! *----* Infelizmente, está muito fácil para qualquer um chegar na net ou mesmo ao vivo e declarar mil julgamentos aos demais, seja pelo o que leem, ouvem, assistem, mas uma vez que cada um já tem mentalidade para saber o que é bom ou não para si, não interessa à vida alheia - muito menos quando o julgamento, no quesito literário em questão, está ligado àquela velha ideia de 'literatura culta' e 'literatura não-culta'; fala sério, as pessoas absorvem as leituras de modos diferentes, focam em questões diferentes mesmo ao leem um mesmo livro, então fazer um julgamento geral da situação só vai deixar tudo ainda pior e mais sem noção. Cada um sabe de si e lê aquilo que gosta, tão simples - mas o ser humano é complicado mesmo, infelizmente, rs.
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional ♥

    ResponderExcluir
  22. O meu preconceito literário se restringe a mim mesma... rs... tipo, tenho muito preconceito com hot, na verdade, acho que é a palavra errada, eu já li e não gosto do gênero, então não é mais um pré-conceito, certo? Mas tenho amigas que leem e amam, e acho que realmente tem que ser cada um no seu quadrado e pronto. Quem sou eu pra determinar o que alguém vai ler? Da mesma forma, não deixo que ninguém determine o que eu leio. E vivo muito bem assim.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  23. De acordo com todas as palavras ditas, não deve haver preconceito com nenhum gênero literário, não é porque você não gosta que vai criticar a leitura dos outros, já ouvi muito sobre ler eróticos, eu leio de vez em quando e isso não significa que sou tarada nem nada disso, o preconceito ainda existe por as mulheres quererem mais liberdade sexual.
    http://k-secretmagic.blogspot.com.br/
    Xoxo

    ResponderExcluir
  24. Ei, tudo bem?
    Adorei o texto. Acho esses preconceitos de estilos de livro uma bobeira, muita falta do que fazer mesmo. Desde o ano passado eu tenho me encantado pelos New Adult, porque eles tratam de assuntos bem bacanas e falam de uma forma legal com o leitor. Se a pessoa não gosta, fazer o que, mas criticar é perca de tempo.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, volte sempre! :)