26/04/2017

Resenha: O sol também é uma estrela - Nicola Yoon

Título: O sol também é uma estrela
Autor (a): Nicola Yoon
Gênero: Romance, Young Adult
Editora: Arqueiro
Ano: 2017
Páginas: 288
Compre: Amazon - Saraiva - Submarino
Sinopse: Natasha: Sou uma garota que acredita na ciência e nos fatos. Não acredito na sorte. Nem no destino. Muito menos em sonhos que nunca se tornarão realidade. Não sou o tipo de garota que se apaixona perdidamente por um garoto bonito que encontra numa rua movimentada de Nova York. Não quando minha família está a 12 horas de ser deportada para a Jamaica. Apaixonar-me por ele não pode ser a minha história.
Daniel: Sou um bom filho e um bom aluno. Sempre estive à altura das grandes expectativas dos meus pais. Nunca me permiti ser o poeta. Nem o sonhador. Mas, quando a vi, esqueci de tudo isso. Há alguma coisa em Natasha que me faz pensar que o destino tem algo extraordinário reservado para nós dois.
O Universo: Cada momento de nossas vidas nos trouxe a este instante único. Há um milhão de futuros diante de nós. Qual deles se tornará realidade?


O sol também é uma estrela era um livro que eu estava muito ansiosa para ler, afinal, me vi completamente apaixonada pelo outro livro que li da autora, Tudo e Todas as Coisas. Infelizmente, me sinto extremamente repetitiva ao dizer mais uma vez que a expectativa não foi alcançada. A história é muito boa, mas eu esperava uma coisa que me arrebatasse assim como foi a leitura do outro livro, e isso não aconteceu.

OSTÉUE (abreviei, preguiça) conta a breve história de Natasha e Daniel e o seu aparente destino de ficar juntos. 
Natasha é jamaicana e mora nos EUA com sua família ilegalmente já a alguns anos, e por uma besteira de seu pai, eles agora serão deportados. Daniel nasceu nos EUA mas é filho de imigrantes coreanos que esperam que os filhos vivam o sonho americano, sendo que uma parte desse sonho é a obrigatoriedade de cursar medicina. 
De maneira improvável para alguns e por força do destino para outros, Daniel e Natasha se encontram numa manhã e passarão um dia inteiro juntos, vivendo diversas coincidências e experimentando um amor genuíno e puro enquanto ela luta com todas as forças para permanecer no país e ele decide como se seguira o futuro escolhido pelos pais.

A história toda se passa praticamente no período de 1 dia apenas, com breves capítulos de recordações passadas e previsões futuras (a frase ficou redundante mas bonita né). É impressionante como a autora conseguiu fazer um período de 24 horas ser tão longo e frutífero ao ponto de parecer que acompanhamos os dois jovens a um bom tempo - e parecer que eles se conhecem a todo esse tempo também. Nicola Yoon tem um talento com as palavras, isso é inegável. Sua narrativa nos suga de maneira deliciosa e nunca a leitura de uma história sua será monótona. 

Os personagens são únicos e apaixonantes em suas peculiaridades. Daniel e Natasha são o tipo de casal completamente oposto mas que se atrai e se completa. Ela toda razão e ciência, ele todo sentimento e poesia. Seus diálogos nos enchem de uma alegria boba e ares de primeiro amor. Mesmo sabendo que eles correm contra o tempo e contra a ameaça dela ir embora, é impossível não torcer para que no final tudo dê certo e os dois fiquem juntos, afinal, eles foram feitos um para o outro. 

Até aí tudo parece um mar de flores, mas o livro para mim não foi só alegrias. Os capítulos são alternados entre Natasha, Daniel e mais 547862635 personagens, sendo que muitos capítulos são completamente desnecessários. A ideia da autora é bem interessante, ela da voz aqueles personagens secundários e terciários que o leitor nem notaria, de forma a mostrar que eles também tem uma história, também tem sentimentos, paixões e problemas. Muitos capítulos até contribuem acrescentando à história, mostrando casos e ações que levam o casal principal até o final, mas muitos outros capítulos - narrados até pelo destino, universo, olhos e sei lá mais que merda - não fariam falta nenhuma se não estivessem ali. Essa alternância e personagens indiferentes para mim tornaram a leitura bem mais demorada do que deveria ser, principalmente por eu sentir que toda vez que engatava na leitura ela era "quebrada". Isso foi tirando minha paciência de uma forma que não consigo nem explicar mais. 

O livro também não traz nenhuma surpresa no final, diferentemente do outro livro da autora que li. A coisa toda foi bem previsível mas foi salva pelo romance simples e delicado. Mesmo que tudo se passe durante o período de 1 dia, a autora fez o amor entre os dois nascer de modo a conquistar o leitor e não parecer uma coira extremamente rápida. Aliás, o romance entre Natasha e Daniel é muito mais crível do que diversos romances que já li por aí. 

Recomendo infinitamente o livro pra quem gosta do gênero Jovem Adulto e de Romances gostosinhos, é uma ótima história, mas ainda assim, o livro não conseguiu atingir minhas altas expectativas. Nicola Yoon é muito boa no que faz, mas apesar de conseguir apontar todos os pontos positivos do livro, ele não foi nem de perto o que eu esperava, foi só mais um bom livro na estante, não teve o impacto necessário. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, volte sempre! :)